segunda-feira, abril 02, 2012

DEVANEIOS

E o que é  amar?
É suspirar dias sem fim somente a espera de uma palavra tua…
É te amar em silêncio, dia após dia, ano após ano
Sem nada esperar do futuro,
É ir só respirando a cada primavera sem esperar que você um dia volte…
É ver passando todos os verões sem você aqui pra me levar à praia…
É respeitar teus sentimentos, mesmo que não sejam como gostaria que fossem,

Amar é  desejar que teus filhos estejam na mais perfeita saúde,
E ter somente uma pequeninha inveja de não serem meus também…
Mas compreendendo  isso como somente uma prova do destino,
Amar é pensar em ti todos os dias, mas  aceitando a tua ausência,
É nao querer apressar o mundo somente pra receber logo um e-mail teu
Pela minha pessoa, eu sei que você nunca me amou a altura do que eu sinto por você
Porque você jamais me disse uma declaracao de amor,
Obviamentente  você nunca me amou o bastante querido…

E se eu continuo correndo, correndo…
Talvez você um dia entenda que não poderia suportar estar tão perto de você,
Seria dolorido demais não poder sequer te tocar…


Amar é  saber ficar aqui nessa insônia sem fim diante da janela,
Ainda lembrando o dia que te vi pela primeira vez,
É imaginar que neste exato momento você esteja amando outra pessoa,
E com todas as forças te desejar todo o melhor que  a vida possa oferecer…
Mesmo sabendo que tuas mãos agora acariciam outra pele…
É respeitar a si mesma e repetir  que amar sempre vale a pena,
Em qualquer ocasião…

Mas não tenha medo meu bem,
Do outro lado da vida há somente outra vida…
Bem mais colorida que esta cinza que venho vivendo,
Onde todas as luzes reluzem o entardecer,
Capaz de cicatrizar todas as feridas que temos agora
Pois amar é também amar sem ser amado...

E se eu continuo correndo, correndo, fugindo de mim mesma,
Talvez você um dia entenda que não poderia suportar estar tão perto de você,
Porque seria dolorido demais não poder te sentir ao meu lado

E talvez  até isso te deixe intrigado,
Nomalmente isso não faria sentido pra você…
Obviamente porque você nunca amou assim,
Mas eu não esperava mesmo que você compreendesse
Toda essa loucura que tenho dito em alguns momentos,
Que quem sabe tenham te ferido no íntimo

E eu tenho corrido, corrido…
Ainda não vendo o final da estrada
Tentando vencer essa maratona da vida
sem sequer esperar , sequer um beijo teu no final
Pois tudo que eu tenho direito é ter você como um sonho bom

Mas o teu silêncio me fere, me devora
E você quem sabe enquanto isso está aí numa boa,
E se assim for querido,
Ninguém teve jamais culpa de nada
Pois o verdadeiro sentimento fala por si, tornando vãs todas as palavras

E eu vou correndo, correndo…
Tentando ver muito mais que o horizonte a minha frente,
Pensando em tudo e no nada que vivemos…
Se para um de nós isso não foi o bastante,
De qualquer forma já não há como voltar no tempo,
Então só gostaria de dizer-te que mesmo assim o amor valeu..

                                                                                  Rosi.
Praga,  04.03.2012




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço sua visita, com breve retorno!! Seu comentário vem somar mais versos em minhas inspirações... grande abraço. Se quiser pode escrever diretamente para o meu email: socorrosantarem@gmail.com

Postagens em destaque

DANIELLE LIMA!! PARA VOCÊ, UMA CARTA DO MEU CORAÇÃO... FELIZ ANIVERSÁRIO!!!

Querida filha, Danielle Katrine Hoje, pensei em te fazer um poema!! Rimar versos para te falar do meu amor... Mas como poetizar,...