segunda-feira, janeiro 21, 2013

INSENSATO PECADO


Dos meus poros sinto escorrer o desejo,
Meu corpo está em chamas!!
Em pleno inverno
Meu corpo é verão.
No arrepio da minha  pele, 
Paira a  saudade  do seus gemidos...
lembrança do seu amor bandido,
Mistura de medo e perigo.
Contraste do amor proibido.
Mas o amor é livre.
Nessa liberdade  me agasalho enquanto vivo.
Em minha pele está seu  o cheiro,
O sabor e o hálito  do beijo 
Ainda estão  comigo
Grudados em meus devaneios mais íntimos. 
A minha língua quente, a carícia leve, sobre seu corpo...
Corpo que  me envolve e resguarda
Templo único do meu intento e meu abrigo.
Na ânsia da   minha loucura 
Arranco  de seu corpo e de sua voz frêmitos e  rugidos,
Sucumbidos nos sussurros  do êxtase escondido.
Seu olhar bandido me desnuda, me devora
Acorda meus intentos e segredos mais bandoleiros.
Minha pele queima 
Acende o  fogo do  meu  mais puro e cínico desejo...
No segredo  quente de nosso encontro louco
Nos extasiamos outra vez...
Nesse prazer louco,  que feito visgo
Gruda-nos nesse desatinado  querer...
Ah, meu  insensato  pecado!!
Amo você.





Socorro Carvalho 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço sua visita, com breve retorno!! Seu comentário vem somar mais versos em minhas inspirações... grande abraço. Se quiser pode escrever diretamente para o meu email: socorrosantarem@gmail.com

Postagens em destaque

Chuva que rega saudade...

O dia amanheceu chovendo. Passou nublado. A tarde chegou com um tímido  sol .  Ao meu redor,  vejo rastros de saudade a penetrar me...