terça-feira, março 19, 2013

CHUVA FRENÉTICA DE ÊXTASE..


Nas ruas a enxurrada passa apressada,
A chuva forte lava o chão deixa a terra molhada.
Em cada canto escondido um segredo contido, uma vontade inacabada.
Em cada pingo uma ânsia “destampada”, pecadora.
Vontade muda de se soltar  inteira, no som de uma boca louca.
A chuva continua caindo,
Cá dentro do peito, pensamentos pervertidos.
Sabor de pecado se derrama   em cada sentido. 
Vontade de morrer em seus mistérios.
No indecifrável querer,...
Quero você,  suas mãos extravagantes despindo meus pudores.
Quero sua pele nua , sua língua quente deslizando em meus segredos...
Quero sua ousadia abusada, seu cheiro exalando desejos.
Quero colo, carinho, loucura...
Quero sua chuva frenética caindo em minha "bica"...
Enchendo-a do   mais louco e infindo  êxtase.



Socorro Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço sua visita, com breve retorno!! Seu comentário vem somar mais versos em minhas inspirações... grande abraço. Se quiser pode escrever diretamente para o meu email: socorrosantarem@gmail.com

Postagens em destaque

Em entrevista, o Poeta e Compositor santareno Renisson Luis Vasconcelos fala de sua arte e do amor que tem por Nossa Senhora da Conceição

Estamos na semana que antecede o Círio 2017 de Nossa Senhora da Conceição, Padroeira de Santarém.  Uma semana intensa de preparativos ...