sexta-feira, março 08, 2013

PRECE DO VENTRE



Mãe nossa que estais ao léu
Purificai nossas almas
E seja feita a vossa vontade
Venha a nós o vosso ventre
De onde nascemos todos os dias
E ao qual voltamos todas as noites
Até morrermos numa sexta-feira de paixão

Desse ventre, do qual fomos gerados
Deixai-nos cair em tentação
E livrai-nos de todo mal
Pois és nossa eterna mãe-terra
Que de tão terna tudo gera,
Tudo erra e tudo encerra...

O amor nosso nos daí hoje
Santificado seja teu nome
Eva, Maria, Pandora
Raimunda, Ana, Helena
Cristina, Afrodite, Aurora
Loira, ruiva ou morena...

Plantai tua Rosa em Luxemburgo
Decora e cora tua Coralina paixão
Joana D’arc de todas as selvas
De todos os Silvas
Fazei do teu dia mais que internacional
E nos espanca de poesia na tua bela flor
Por onde colibrimos...

Mãe nossa que vive euforia
Dotai-nos do teu cafuné
Em troca da nossa utopia
De ser um dia teu ventre mulher
Do pão nosso nos daí alforria
Escravos de tua profunda fé

Bendito é o fruto em nosso ventre
Deixe que entre a nossa canção
Deixe que entre o nosso desejo
Deixe que adentre a nossa ilusão

O que seria de nós sem ti, ó mãe?
O que seria de nós sem ti, mulher?
Perdoai as nossas ofensas
Nossas descrenças
E desavenças em teu santo nome

Perdoai-nos, Lorenas, Açucenas,
Beneditas, Amélias, Anitas
Samiras, Safiras, Madalenas
Carmelitas, Emilias e Lolitas...

Perdoai-nos, Alices, Ofélias,
Olgas, Elizabetes, Fernandas
Marilyns, Ritas, Adélias
Carolinas, Angélicas e Amandas...

Ave, mulher cheia de graça
Por todos os séculos dos séculos, dos séculos....

(Jota Ninos)
Poeta e Jornalista santareno)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço sua visita, com breve retorno!! Seu comentário vem somar mais versos em minhas inspirações... grande abraço. Se quiser pode escrever diretamente para o meu email: socorrosantarem@gmail.com

Postagens em destaque

Chuva que rega saudade...

O dia amanheceu chovendo. Passou nublado. A tarde chegou com um tímido  sol .  Ao meu redor,  vejo rastros de saudade a penetrar me...