sexta-feira, junho 14, 2013

Quietude

Como um vento suave
Minhas  mãos deslizam devagar em teu corpo...
Meu carinho te acalma e sacia  tua  ansiedade.
Meu corpo junto ao teu é ficção, ilusão da minha poética.
No olhar, um desejo escondido, dilacera tuas pupilas
Enquanto  disfarças tua louca  vontade de amar...
Nos poros,  um fogo se acende, ferve teu sangue.
Teu  querer em chamas, me chama, clamas pelo meu afago.
No fundo dos teus olhos , me encaixo, me agasalho.
Na poesia dos teus braços, te sinto como inspiração.
Quimera  do meu êxtase.
És minha quietude, meu segredo.


Socorro Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço sua visita, com breve retorno!! Seu comentário vem somar mais versos em minhas inspirações... grande abraço. Se quiser pode escrever diretamente para o meu email: socorrosantarem@gmail.com

Postagens em destaque

Chuva que rega saudade...

O dia amanheceu chovendo. Passou nublado. A tarde chegou com um tímido  sol .  Ao meu redor,  vejo rastros de saudade a penetrar me...