POESIA E VERSOS DESFEITOS...


A inspiração já não encontra a rima certa.
No peito do poeta,  um coração confuso, acelera as batidas.
Lembranças se despedem da memória.
As quimeras são levadas pelo vento,
Enquanto,  de dentro dos  pensamentos
Retiram-se  as amarras fortes do amor platônico.
O sentimento cálido de outrora  está gelado.
A paisagem está  nublada , quase sem vida, 
Nela não há  mais calor e nem o  brilho do sol.
A poética despe-se da magia e fica nua.
Já não há motivos para sonhar.
O poema em  desesperança 
Perde-se na languidez do querer  e na solidão do olhar  .
A poesia sem vida está morta, sepultada.
Na inspiração, versos inacabados.
O peito se rompe...
O sentimento  adoece.
A rima triste, perece.
Enquanto o amor sem rumo...
Debate-se  a ermo  entre as paredes  do  esquecimento.
Poesia e  versos  desfeitos.

Socorro Carvalho

* Na inquietação do meu meu peito  guardarei meus versos de amor...
Até que, um dia,  a inspiração acorde em forma de poesia, outra vez.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Frases picantes que homens gostam de ouvir na hora do sexo

UMA CARTA PARA MEU FILHO AMADO..

ENFIM... MEUS 18 ANOS DE IDADE!!!