domingo, dezembro 29, 2013

TARDE FRIA...


O dia termina
A noite vem chegando...
Na mansidão da poesia
O por do sol vem sob a chuva que cai.
Escondido na poética
O verso é solidão.
As rimas se ajeitam e se afastam.
Enquanto o vento passa suave...
Deixando na pele, um leve toque de carícia,
Com uma terna saudade, inexplicável.
No regozijo do querer
Tudo é ilusão, fantasia passageira.
Enquanto  o olhar  perde-se  no vácuo,
Na lacuna desta  tarde triste e vazia.
A chuva molha o poema.
Deixando-o  encharcado.
A vida segue
Numa continua troca de estação...
Passos errantes caminham perdidos,  sem sentido.
Enquanto a inspiração...
Murmura, em silêncio, versos contidos, escondidos.
Doces lembranças,
Insaciável agonia...
Tarde fria.


Socorro Carvalho


Fim de tarde de muita chuva e melancolia em meu coração...
O único remédio é a inspiração, a poesia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço sua visita, com breve retorno!! Seu comentário vem somar mais versos em minhas inspirações... grande abraço. Se quiser pode escrever diretamente para o meu email: socorrosantarem@gmail.com

Postagens em destaque

Chuva que rega saudade...

O dia amanheceu chovendo. Passou nublado. A tarde chegou com um tímido  sol .  Ao meu redor,  vejo rastros de saudade a penetrar me...