quinta-feira, janeiro 17, 2013

TZVETAN TODOROV - "LITERATURA NÃO É TEORIA, É PAIXÃO"


"Os livros acumulam a sabedoria que os povos de toda a Terra adquiriram ao longo dos séculos. É improvável que a minha vida individual, em tão poucos anos, possa ter tanta riqueza quanto a soma de vidas representada pelos livros. Não se trata de substituir a experiência pela literatura, mas multiplicar uma pela outra. Não lemos para nos tornar especialistas em teoria literária, mas para aprender mais sobre a existência humana. Quando lemos, nos tornamos antes de qualquer coisa especialistas em vida. Adquirimos uma riqueza que não está apenas no acesso às idéias, mas também no conhecimento do ser humano em toda a sua diversidade."


Tzvetan Todorov - Filósofo e linguista .

                                                                                                                                  Fonte: Bravo Online

ENQUANTO VIVO


Por amor eu vou errar
O quanto for preciso
Nada pode me parar
Barrar o que eu sinto
Se amar, vou me arriscar
Eu vou amar eu me proponho
A me arriscar, enquanto vivo

Eu me apaixono mesmo
Um carinho já me deixa
Desse jeito assim perdido
Eu me impolgo num alerta
Corto o mundo com meu grito
E assim eu vou amando
Enquanto vivo?

Foi seu olhar que fez
Meu coração ficar assim
Louco dependente
Um cara a ponto de explodir
Cheio de desejo
Minha vida no seu beijo
Eu tô assim

Feito bobo cego alucinado
E sem juizo, alguém à flutuar
Pensando estar no paraíso
E assim eu vou seguindo
Me arriscando, e vou te amando
Enquanto vivo?
Enquanto vivo?
Enquanto vivo?

Eu me apaixono mesmo
Um carinho já me deixa
Desse jeito assim perdido
Eu me impolgo num alerta
Corto o mundo com meu grito
E assim eu vou amando
Enquanto vivo?

Foi seu olhar que fez
Meu coração ficar assim
Louco dependente
Um cara a ponto de explodir
Cheio de desejo
Minha vida no seu beijo
Eu tô assim

Feito bobo cego alucinado
E sem juizo, alguém à flutuar
Pensando estar no paraíso
E assim eu vou seguindo
Me arriscando, e vou te amando
Enquanto vivo?

Foi seu olhar que fez
Meu coração ficar assim
Louco dependente
Um cara a ponto de explodir
Cheio de desejo
Minha vida no seu beijo
Eu tô assim

Feito bobo cego alucinado
E sem juizo, alguém à flutuar
Pensando estar no paraíso
E assim eu vou seguindo
Me arriscando, e vou te amando
Enquanto vivo?
Enquanto vivo?
Enquanto vivo?
Daniel

Postagens em destaque

Maria Maria

Maria, Da lua Herdastes brilho e serenidade. Do sol Juntastes calor e esperança. Doce Maria! De encanto, de amor. Suave como a b...