quinta-feira, janeiro 17, 2013

ENQUANTO VIVO


Por amor eu vou errar
O quanto for preciso
Nada pode me parar
Barrar o que eu sinto
Se amar, vou me arriscar
Eu vou amar eu me proponho
A me arriscar, enquanto vivo

Eu me apaixono mesmo
Um carinho já me deixa
Desse jeito assim perdido
Eu me impolgo num alerta
Corto o mundo com meu grito
E assim eu vou amando
Enquanto vivo?

Foi seu olhar que fez
Meu coração ficar assim
Louco dependente
Um cara a ponto de explodir
Cheio de desejo
Minha vida no seu beijo
Eu tô assim

Feito bobo cego alucinado
E sem juizo, alguém à flutuar
Pensando estar no paraíso
E assim eu vou seguindo
Me arriscando, e vou te amando
Enquanto vivo?
Enquanto vivo?
Enquanto vivo?

Eu me apaixono mesmo
Um carinho já me deixa
Desse jeito assim perdido
Eu me impolgo num alerta
Corto o mundo com meu grito
E assim eu vou amando
Enquanto vivo?

Foi seu olhar que fez
Meu coração ficar assim
Louco dependente
Um cara a ponto de explodir
Cheio de desejo
Minha vida no seu beijo
Eu tô assim

Feito bobo cego alucinado
E sem juizo, alguém à flutuar
Pensando estar no paraíso
E assim eu vou seguindo
Me arriscando, e vou te amando
Enquanto vivo?

Foi seu olhar que fez
Meu coração ficar assim
Louco dependente
Um cara a ponto de explodir
Cheio de desejo
Minha vida no seu beijo
Eu tô assim

Feito bobo cego alucinado
E sem juizo, alguém à flutuar
Pensando estar no paraíso
E assim eu vou seguindo
Me arriscando, e vou te amando
Enquanto vivo?
Enquanto vivo?
Enquanto vivo?
Daniel

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço sua visita, com breve retorno!! Seu comentário vem somar mais versos em minhas inspirações... grande abraço. Se quiser pode escrever diretamente para o meu email: socorrosantarem@gmail.com

Postagens em destaque

Chuva que rega saudade...

O dia amanheceu chovendo. Passou nublado. A tarde chegou com um tímido  sol .  Ao meu redor,  vejo rastros de saudade a penetrar me...