quarta-feira, agosto 06, 2014

MEU ETERNO CARINHO A VOCÊ, GRANDE AMIGO PACHEQUINHO!



Na manhã desta quarta feira ao acessar as primeiras informações no mundo virtual vi no Blog do jornalista e colega Jeso Carneiro o anúncio do falecimento de Raimundo Barbosa Pacheco, o Pachequinho. 


Uma  informação que me deixou bastante triste. Triste pela partida desse companheiro tão amigo e cheio de vida. Pachequinho era alegre e divertido, como uma criança feliz!Uma pessoa positiva e inspiradora.


O conheci, ainda na Rádio e Tv Ponta Negra onde, à noite,  ele  apresentava um programa radiofônico. No prédio antigo da emissora, todas as noites, era uma festa pois a alegria de Pachequinho era contagiante. Lembro-me  como um dos momentos inesquecíveis que pude viver na Ponta Negra foi de ver Pachequinho de pés descalços correndo pelos corredores da rádio indo e vindo  do estúdio da rádio até a sala de master da tv, como um menino sapeca e com a maior energia. E o mais legal, sempre com aquele brilho e alegria que enchia de luz cada espaço. Pachequinho era um ser  iluminado!!


Assim foram meses e meses partilhando noites e noites de trabalho junto dele. Reclamação, raiva, cara feia? Nunca consegui ver, muito menos sentir nas expressões do nobre companheiro. Era uma pessoa que transmitia sinceridade, afeto e sabia muito bem como  fazer uma pessoa se sentir especial. 


Pachequinho era lindo! Um homem com alma de menino. Vaidoso, sempre estava arrumadinho e cheiroso. 
Porém, o  aroma mais gostoso que emanava vinha daquele  sorriso e  daquela alegria que transmitia no olhar e em cada palavra que ecoava de seus lábios, sempre acompanhada de muito carisma e carinho e com o qual sempre  me cumprimentava. Mesmo muito tempo depois nunca mudou. Era sempre o mesmo Pachequinho de outrora alto astral e animado diante da vida. Soube aproveitar cada instante que viveu. Foi ótimo pai, marido e acima de tudo soube como ninguém  construir boas amizades. Em minha concepção essa é a maior riqueza que um ser humano pode construir nesta terra de tanta gente má e supérflua. 


No inicio do ano, a cada vez que o encontrava pela rua    ele sempre tinha no bolso um calendário do  escritório dele e  o detalhe mais especial era o escudo ou o urubu representando o Flamengo. Mas dependendo da pessoa com quem encontrava  ele tinha também de  outros times e era impossível sair de perto dele sem o pequeno calendário.

  
Enfim, do seu Pachequinho só tenho boas lembranças e agora saudade daquele belo sorriso, vindo daquele rosto tão vivaz e feliz. 


 Vá grande companheiro. Vá em paz  e que lá no céu Deus lhe receba com a mesma meiguice com a qual viveu aqui nesta terra.


 Sua simplicidade, seu sorriso, seu entusiasmo e sua amizade ficarão eternizadas em meu coração. Foi bom lhe conhecer e ter  tido a alegria de fazer parte de seu circulo de amizades. Com certeza Deus estava precisando de você para animá-Lo com aquele seu lindo sorriso. Você cumpriu sua missão. Descanse em paz, querido amigo.Jamais esquecerei do sei sorriso largo quando me encontrava e dizia:
_”Oi Socorro, minha querida. Tudo bem contigo”?

Um beijo em seu coração e uma flor azul para você, Pachequinho querido



Com carinho da   Socorro Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço sua visita, com breve retorno!! Seu comentário vem somar mais versos em minhas inspirações... grande abraço. Se quiser pode escrever diretamente para o meu email: socorrosantarem@gmail.com

Postagens em destaque

Chuva que rega saudade...

O dia amanheceu chovendo. Passou nublado. A tarde chegou com um tímido  sol .  Ao meu redor,  vejo rastros de saudade a penetrar me...