sexta-feira, novembro 21, 2014

QUIMERAS NOTURNAS ...

Meu coração tem quimeras que não sei traduzir. Há um desejo contido que tento sufocar. E o tempo passa indiferente aos meus conflitos. 

No olhar de contemplação,  o vislumbre de paisagens quase sem cores, vejo em tom preto e branco. No arrebol,  uma necessidade  de amar se vitaliza sem trégua insistente,  em permanecer. Na teimosia dos versos,  rimas sem sabor são  oriundas de poemas esquecidos sobre a noturna penumbra do quarto.

Em cada canto,  uma ausência de inspiração faz carente a  poesia. Enquanto os pensamentos transportam-se na miragem de uma ardente paixão. A  ânsia de sentimentos ancora no porto da solidão. Cá no peito a necessidade efêmera de viver uma louca paixão. Incendiar-se de emoção, numa  loucura sem razão. Sem medo ou explicação. 

O silêncio camufla o desejo quente,  guardado no peito carente. Na poética, uma bruta vontade de sentir o corpo queimar. Incêndio no olhar, a me penetrar por  entre as  fagulhas da paixão. Há no peito uma saudade do encantamento de outrora, ora engavetado no comodismo da emoção. 

No ápice do poema,  um forte desejo de rimar fulgor, calor, amor,  com  ardor no olhar. Vontade de amar, se apaixonar, saudade de corpo ardente, palavras salientes a me incendiar.  

A pele despida de abraços procura calor no olhar. Tudo está cálido. Nenhuma quimera traduz  tal  descontentamento nessa caçada insaciável de amar. Já não há  poema no olhar. Já não há flores para enfeitar os devaneios. 

Ah, esse frio devastador me consome. Ele precisa de imediato ser aquecido, provocar sensações, fazer o coração pulsar outra vez,  ao ritmo gostoso da arte de se apaixonar...  Há lacunas em meu olhar, nesse tempo estagnado e  insatisfeito de tamanha espera...

Hoje quero a poesia mais louca. Quero o verso mais ousado. Quero aquela canção de amor tocando suave fazendo meu coração acelerar. Quero a loucura daquele sussurro ímpar. Quero o calor dessa boca degustando minha pele nua. 

Hoje quero sentir o fogo ardente da paixão, acordando  antigos sentimentos  de um jeito diferente, saliente. Para esse querer  nunca mais se acomodar e novamente voltar a ser lareira e   em chamas   aquecer meus mais insanos versos de amor ...


Socorro Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço sua visita, com breve retorno!! Seu comentário vem somar mais versos em minhas inspirações... grande abraço. Se quiser pode escrever diretamente para o meu email: socorrosantarem@gmail.com

Postagens em destaque

AH, ESSE AMOR!! AH, ESSE APEGO...

Ela tinha nos olhos um vislumbrar de esperança e no coração sentimentos inesquecíveis. Nas horas tristes escrevia novos versos. Li...