sábado, outubro 03, 2015

EU, POR EU MESMO


Hoje quando Deus me dá o privilégio de viver mais um ano de vida, primeiramente, quero agradecer por esse momento e pela alegria em poder despertar nesta manhã e celebrar  essa data. Estou viva!! Que legal!! Como é bom viver!!

Apesar das tempestades e decepções, o legal é que estou aqui de pé,  cheia de coragem e fé, para prosseguir firme na  luta com  hombridade e perseverança. 



Pensando bem, a reclamar não tenho  tanto, muito mais tenho a agradecer. E é isso que faço todos os dias. Agradeço por tudo,  dos sorrisos às lágrimas. E sempre me sinto feliz por permitir aceitar que sou humana e em alguns momentos, frágil.

 Amo a vida intensamente, mas amo do meu jeito.  E muitas vezes faço isso, simplesmente, no silencio. Não preciso de alarde para esbanjar e ou esconder minhas  fragilidades. Se estou a fim faço, se não estou, nem adianta insistir. Tenho personalidade e minhas concepções, são minhas concepções.


Sou chata, exigente, vaidosa,  mas quem me gosta de verdade gosta do jeito que sou. Sou chata mesmo, mas tenho a mania de me  alegrar  com a alegria alheia e sofrer pelo sofrimento dos outros e esse é um dos meus grandes defeitos.


Se eu gosto de uma pessoa de verdade, a peste pode ser uma praga, mas eu a guardo sempre em meu coração. Mesmo que ela me mostre todos os motivos e covardias escondidas na essência, não sei odiar. Tem mais, sobre ela digo o que quero o que penso, mas se alguém  vier dizer o mesmo, me irrito, sou capaz de brigar e  não aceito. Esse é meu defeito, não sei me amargurar odiando. Enquanto meu coração só tem espaço para amar. No entanto, também sei desprezar, ignorar e seguir. 


 Não sou perfeita é claro. Tenho inúmeros defeitos e um deles é que sou  rebelde  e em alguns momentos gosto  mesmo é de navegar contra o vento. É  que aventuras me fascinam, gosto dessa sensação de liberdade que me enche os olhos e me traz adrenalina.  Além de me provocar um tesão absurdo e um prazer inestimável. 


Não sei rezar com as formalidades requeridas, mas aprendi a sempre  ser irmã e ter atitudes  gentis a  alguém que precisar. Penso ser esse o caminho do verdadeiro sentido da oração. Sofro com as injustiças e hipocrisias, em minha concepção a igualdade também significa respeitar o direito do irmão. Enfim, são tantas coisas que roubam minha paz. Por exemplo,  considero abominável qualquer abuso e violência contra criança. Como boba, vejo com preocupação essa onda de violência que se instalou no mundo. E, também, feito boba sofro por me sentir impotente.


Enfim, sou poeta e a simplicidade da vida  é meu maior  êxtase... Busco inspiração nas flores, no sol, na lua e muito especialmente encontro poesia nos olhos da humanidade. É que apesar de toda forma de sacanagem que possa ocorrer ao  meu redor, ainda creio ser possível acreditar no ser humano.

  
No trabalho, faço tudo com amor. Só o amor nos permite o encanto de realizar um mesmo trabalho  todos os dias,  mas  de um jeito diferente em cada novo alvorecer. Eis ai um dos mistérios mais fascinantes que se transforma em verdadeiro entusiasmo. E tudo que faço, não sei fazer por fazer. Se faço é porque gosto e por me sentir bem.


Minha família está em primeiro lugar em minha vida e cuidar desse pilar muitas vezes me é bem complicado. Mas com amor, paciência e fé em Deus  supero cada dificuldade, para que  no final possa ter a felicidade em  dizer: tenho  uma família.


Gosto de gente leve que carrega no peito a esperança de dias melhores, no rosto a alegria de um belo sorriso, na mente bons pensamentos e no olhar a certeza de novos horizontes. Gente que constrói pontes, não abismos. Gosto de gente, de cheiro de pele limpa, calor de abraço, sinceridade no olhar e sutileza no falar. Gosto de gente singular, que sabe ser único e não se anula, ou se omite só  para agradar.


Ainda falando do que gosto. Posso dizer que gosto de cores neutras, mas o colorido me repassa uma energia que me eletriza. Gosto de ser intensa. É que  a superficialidade nunca foi meu forte. Mesmo que seja breve, mas gosto que seja ímpar, inesquecível...


Escrevo poesias quentes e as rimas me conduzem a muitos momentos memoráveis. Poetar é meu agrado. Encontro na poesia o cume da minha satisfação e nos devaneios viajo para minhas mais secretas  profundezas.


Acredito em Deus.  Sou adepta do amor, da paz, da benevolência. Penso que só o amor tem o grande poder de transformação nesse mundo inacabado. Apesar de ser “católica” respeito a filosofia kardecista de que a morte é um processo de evolução. Só essa filosofia justifica cruzar com gente boa e gente péssima, nessa vida. Enfim, não me importo com seu julgamento, esse é meu pensamento. E eu amo ser eu mesmo. Egocêntrica?  Não. Tenho essa liberdade e direito de opinar, decidir e viver da forma que considerar melhor. Sou rebelde, já disse. Mas tenho mil e uma qualidades...


Não sou assim tão perfeita... Cometo pecados. Chamo palavrões. Brigo pelo que acredito e meu pavio é curto demais. Porém, a prudência é minha companheira para domar as emoções. Nem sempre consigo, mas tento.


A gratidão é minha palavra chave. Através dela reconheço cada um e cada uma que um dia me deu a mão, independente do tempo ou da distancia. Independente da mudança de opinião.   E, mesmo que nada tenha sido de verdade, procuro guardar essa turma sempre em meu coração e vai estar sempre  em minhas orações. Penso que não posso julgar apontar o dedo em determinadas situações,  como diz uma velha frase: quem sou eu para condenar? Sou humana. E o ser humano nunca pode dizer dessa água não beberei. Nunca sabemos as voltas que a vida dará, no amanhã. E assim sigo...


Enfim sou assim, louca e sensata. Não sei bajular, só cuido com carinho se eu gostar de verdade, do contrario, tanto faz. No entanto, tem determinadas pessoas que  parecem ter me  cruzado em outras vidas, são carmas para uma nova evolução.  Já outras surgem do nada e se tornam  constantes, interessantes, fascinantes, inesquecíveis e conquistam espaço em meu coração.  


 Amo a grandeza das crianças, o sentimento de aventura dos adolescentes e a força da juventude. Há em meu peito uma esperança de mudança, de crescimento, de mundo melhor e mais solidário para todos nós etc. Sou assim,  louca por essas sensações que me levam a novos olhares com ou por  outras razões.


Sou muito  grata a Deus por me conceder o dom da vida  com saúde  e vontade de viver cada dia um pouco mais. Sou assim uma mistura de loucura e sensatez, porém , com o equilíbrio necessário para não me perder no vácuo da banalidade e da hipocrisia.


Em meio a um emaranhado de ganancia, jogo de poderes, falta de decência,  interesses financeiros e falsos conceitos sobrevivo com meu jeito de ser, eu mesmo. E isso me basta para que eu possa crer em dias melhores sem o medo do que o amanhã possa me trazer como surpresa.


Sigo feliz aproveitando cada instante da minha vida. Hoje é meu aniversário e eu só quero deixar a vida me levar... Vamos nessa!!! Deus me abençoe, pois eu estou me sentindo uma  pessoa muito  feliz. Delícia de vida!! Êxtase de liberdade!!!

Socorro Carvalho
Em, 27/09/15







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço sua visita, com breve retorno!! Seu comentário vem somar mais versos em minhas inspirações... grande abraço. Se quiser pode escrever diretamente para o meu email: socorrosantarem@gmail.com

Postagens em destaque

Chuva que rega saudade...

O dia amanheceu chovendo. Passou nublado. A tarde chegou com um tímido  sol .  Ao meu redor,  vejo rastros de saudade a penetrar me...