sábado, janeiro 09, 2016

UMA APOSTA NAS ESTRELAS




De fato, o que define uma conquista é o esforço e o empenho de quem viveu um desafio, porém, o sentimento de vitória, puro e verdadeiro, em nada tem a ver com dor ou cansaço e sim com sorrisos e brilhos no olhar.


Foi exatamente essa a impressão que tive da noite de dezessete de dezembro de 2015: horas de alegrias e divertimentos. E sei que para os demais concluintes do Colégio Santa Clara também não foi diferente. Os vestidos longos, curtos, coloridos, assim como os ternos, coletes e gravatas enfeitavam os formandos e davam um charme à ocasião. No entanto, eram as conversas animadas, as poses para fotos e a jovialidade na pista de dança que iluminavam a alma de todos, como se cada adolescente fosse uma estrela, e cada turma, com suas famas e lembranças, uma constelação.


 Então, naquele dia, comemorávamos todos os anteriores. Desde o jardim de infância, o ensino fundamental e depois a “prova de sobrevivência” que foi o ensino médio. Ano após ano uma nova batalha para quem estuda (filhos) e para quem aposta nesse estudo (os pais), visto que é o empenho familiar que garante as grandes conquistas, tais como o boletim anual de aprovação, as olímpiadas escolares e a entrada em uma boa universidade.


 



Além disso, a escola é mais do que méritos e obrigações, é também uma fase sentimental da vida. É tempo de aprender e de escolher. As relações pessoais são uma complexidade: professores, amigos, namoro, lealdade, traição, intrigas, surpresas... É um aprendizado que vai além dos livros didáticos. E esse turbilhão de sensações somado ainda a ansiedade de decidir sobre o próprio futuro ficou bem evidente neste último ano escolar. Estudar passou a ser uma eterna cobrança, o que foi bem desgastante. Em sala de aula, por vezes, ao pensar nisso tudo, pegava-me na passagem do famoso romance de Lewis Carol:
Alice - “Para onde devo ir?”.
Gato -“Depende, para onde deseja ir?”.
Alice - “Eu não sei”.
Gato - “Então qualquer caminho serve”.
Logo, era preciso para todos decidir que rumo tomar. Assim, os livros nos pareciam uma ótima opção. Porém, tanta tensão e tanto esforço trouxe por fim uma recompensa: A aprovação de muitos no vestibular e o diploma de conclusão do Ensino Médio. Tal felicidade, pelo sucesso, pelos laços de amizade e pelo amadurecimento que se tem no colégio é o que nos da à orientação para uma nova etapa que está a caminho. Então, hoje, se me perguntarem quanto tempo durou a minha eterna cobrança de estudos, eu responderei ainda com uma passagem do mesmo romance “Em que o eterno dura por vezes apenas um segundo”.



 
Manuela Torres

Um comentário:

  1. Minha querida amiga paraense.... que delícia de texto...que delícia de professora, maestra, condutora... emocionante.
    Um prazer vir aqui e virei sempre... pois esse teu blog eu não o seguia!!!

    ResponderExcluir

Agradeço sua visita, com breve retorno!! Seu comentário vem somar mais versos em minhas inspirações... grande abraço. Se quiser pode escrever diretamente para o meu email: socorrosantarem@gmail.com

Postagens em destaque

DANIELLE LIMA!! PARA VOCÊ, UMA CARTA DO MEU CORAÇÃO... FELIZ ANIVERSÁRIO!!!

Querida filha, Danielle Katrine Hoje, pensei em te fazer um poema!! Rimar versos para te falar do meu amor... Mas como poetizar,...