sábado, abril 22, 2006

MULHER, VOCÊ É GRANDE

Mulher
Você é grande!
Não pela estatura sobre o salto.
Mas pela grandeza dos teus atos.
Atos de amor e dedicação.
Que a edificam diante de Deus.

Mulher
Você é grande!
Não pela dimensão do teu sorriso.
Mas pela força que habita teu ser.
Força que te faz guerreira na busca de teus ideais.
Que consagram tuas vitórias.

Mulher
Você é grande!
Não pelas inúmeras aventuras que viveu.
Mas pela fortaleza de enfrentar com dignidade.
A dor do amor verdadeiro que te feriu o peito.
Tornando-a mais forte diante da vida.

Mulher
Você é grande!
Não pela espessura do teu bíceps.
Mas pela delicadeza de tuas mãos que afagam.
E a faz santa diante da bondade que emanas de teu coração.

Mulher
Você é grande!
Não pela tua delicadeza, tua fragilidade e carisma.
Mas pela capacidade de perdoar sorrindo.
Mesmo quando teu coração está ferido.
E te faz extravasar o sentimento fraterno de mãe.

Mulher
Você é grande!
Não pelo simples fato de ser mulher.
Mas pela capacidade que tens.
De gerar dentro de ti uma nova vida.
O que a torna dádiva da criação onipotente.


Mulher
Você é grande!
Não pelo mérito de ser companheira.
Mas pelo valor de tantas virtudes.
Que habitam teu ser, as vezes tão complexo.
Nos paradoxos da vida...
È inspiração.
Essência viva de uma poesia infinita.
Socorro Carvalho

ESTRANHO AMOR


Hoje o vazio do tempo,
fez enconstar-se em meu peito.
Saudade.
Calei a voz que tentou falar.
Controlei o impulso de te procurar.
Tudo ao meu redor, fala de você.
Cada cheiro que respiro
tem o aroma gostoso da tua pele.
Entre vozes que murmuram
Palavras vazias, vagas.
Procuro o som de tua voz.
Procura em vão.
Você não vem.
Óh! Estranho amor...
Que tanto fascina.
Tem o sabor do pecado.
Vinho proibido
No qual prefiro embriagar-me
Para não morrer de saudade.
Te amo em silêncio
Mesmo que você nunca consiga
traduzir o silêncio do meu olhar.
Vou sempre te amar.

Socorro Carvalho

TEU CHEIRO
















O aroma solitário do teu corpo.
Invade a ilusão quase perdida.
A vida, o tempo, a saudade...
Grandes inimigos do profundo silêncio.
Indeciso.
Devaneios vagos.
Vagos de ti.
A canção de amor.
Suave... Bela.
Parece solidária a dor.
O aroma solitário do teu corpo.
Surge inebriante outra vez.
Doma meu sentir.
A luz se apaga.
Mas teu cheiro continua
A impregnar meu ser.
Saudade.
Ilusão.
logo percebo,
Que você permanece em mim.

Socorro Carvalho

QUERIA


Na melancolia da vida.
Queria pensar em você com saudade.
Mas a saudade que me domina,
Traz você voraz no meu desejo contido.
Queria imaginar-te
Uma poesia romântica, rimada.
Mas você só me inspira,
Versos soltos, sem rimas, sem métrica.
Queria esquecer teu cheiro.
Mas tudo ao meu redor
Tem o cheiro forte do teu prazer.
Queria não pensar em você,
Mas é impossível...
Porque tudo em mim,
Tem um pouco de você.
Misturado na saudade,
Que pulsa em meu coração.

Socorro Carvalho

ACHA - ME



Acha-me!
Na rima solta do verso,
Que compõe uma poesia de amor.
Acha-me!
Na inspiração de um desejo,
Que se deleita em êxtase.
Acha-me!
No silêncio da madrugada fria,
Na insônia de tua angústia.
Acha-me!
No desespero da tua solidão
Que agoniza em tua saudade.
Acha-me!
No aconchego da tua consciência,
Que grita de insanidade absoluta.
Acha-me!
No vazio da saudade profunda
Que surge em tuas lembranças.
Acha-me!
Nos pensamentos perdidos ao léu,
Que vagos tateiam a solidão.
Acha-me!
Nos desejos escondidos no tempo,
Que fantasiam tua imaginação.
Acha-me!
Na distância absurda do querer,
Que busca tua ilusão.
Acha-me!
Na lembrança latente do teu coração,
Que agoniza no vazio da vida.

Procura-me!
Porque em meio a tua insensatez,
Perdeu-me.
Acha-me.

Socorro Carvalho

ESTILHAÇOS



A taça da paixão continha o vinho proibido,
Que umedecia minhas ilusões.
No frio de minha alma
Ele era o fogo das minhas loucuras.
Hoje o cálido silêncio é inércia,
Tudo se contrasta com a dor.
O peito ferido sangra...solidão.
Na procura vazia,
Passos sem chão, pensamentos sem direção,
Frases sem nexo.
A vida se perdeu.
Morreu.
No ar, palavras vagas atormentam minha angústia.
Que entre lamúrios é sofrer.
A taça da paixão se quebrou...
O vinho da paixão se derramou.
Meus lábios ressecados
Sem carnalidades, desfigurados são abandono.
O coração feito a taça
Feriu-se, despedaçou-se,
Sangrou.
O amor perdeu-se.
Na lacuna gélida da ausência,
O inebriar de lembranças...
É tormento.
Entre sentimentos nobres esquecidos,
Inegável saudade se faz presente.
Corroendo.
Sepultando.
Calando palavras indescritíveis...
Mergulhadas na frívola tristeza
Do amor em desamparo.
A taça da paixão está quebrada,
Agora,
Apenas cacos jogados ao chão,
Contrastam-se
Com lágrimas que regam meu olhar.
Tudo está sem vida.
A loucura deu lugar a razão,
A magia desmoronou,
O encanto se desfez.
No peito esfacelado,
Esquecido.
Estilhaços perdidos
Do meu coração.


Socorro Carvalho

Postagens em destaque

DANIELLE LIMA!! PARA VOCÊ, UMA CARTA DO MEU CORAÇÃO... FELIZ ANIVERSÁRIO!!!

Querida filha, Danielle Katrine Hoje, pensei em te fazer um poema!! Rimar versos para te falar do meu amor... Mas como poetizar,...