terça-feira, novembro 23, 2010

AMIGO MAIS LÍQUIDO DO QUE CERTO

Amigos (os verdadeiros) - quem diria - fazem bem à saúde. Isto porque, segundo a Ciência, a falta deles pode ser equivalente ao excesso de álcool ou aos danos do tabaco para o organismo.

Enquanto a tendência, sobretudo nos países ricos, é cultuar o individualismo e a solidão - aumenta a cada ano o número de pessoas que optam por morar sozinhas - já houve quem se antecipasse à revelação dos cientistas, providenciando a prestação de um serviço até então inédito: a 'locação' de um amigo. Alugue um, se V. estiver longe de casa, em terra estrangeira e precise dividir preocupações e obter boas dicas. Sobretudo se seu projeto for, por exemplo, o de mudar-se para... morar sozinho.

Há algum tempo, publiquei aqui sobre anúncio de uma mineira que, indo residir em São Paulo por razões profissionais, manifestou pelo jornal a urgência de amigos que a livrassem da solidão da cidade grande. O assunto rendeu até para uma repórter de TV, que me procurou depois de ler a crônica, pedindo-me depoimento a respeito.

Com a derrocada de valores que orientaram muitas gerações, banalizou-se também o amor e a amizade. Banalizou-se a vida. Todo mundo ama todo mundo e é amigo de todos. Esta pode até ser a verdadeira intenção para muitos. Porém se a natureza do amor é sacrifical - exige renúncia, entrega, comprometimento - a da amizade não fica tão distante. Amigos se fazem e se provam particularmente em momentos difíceis. São dádiva, tesouros que a vida nos dá.

Já se atribuiu ao cão, proverbialmente, as qualidades de verdadeiro amigo. Vinicius de Moraes aproveitou-se da frase e incluiu aí a bebida, ao escrever que se o cão é o melhor amigo do homem, então uísque é cachorro líquido. Na medida em que se constata o aumento da população canina no Brasil – assim como o crescimento vigoroso dos números que medem o consumo de bebida alcoólica – torna-se irresistível a tentação em medir a quantas anda nosso desempenho, quando o tema é o bom e duradouro relacionamento humano. Como pensamos, o que esperamos e como vemos os verdadeiros amigos. Aqueles, que atravessam conosco o desfiladeiro de armadilhas e desencantos a que chamamos convivência.

Caso isso fosse possível, talvez nos surpreendêssemos com um desencanto bem escondido, uma tristeza tênue, disfarçada de sorriso mal desenhado. E nos víssemos então tocando a vida em frente, em meio a fortes braçadas para não nos deixarmos sufocar por nossas próprias tramas.
 
                                                                                                                            Fonte: Blog Pretextos

Um comentário:

  1. Help, já estava com saudades das noticias no teu blog´. Sempre são proveitosas e muito reflexivas.
    Falando em Blog, visita o meu, comecei agora, não é lindo e perfeito como o teu, mas vou melhora-lo aos poucos. srsrsr
    http:/cor-da-magia.blogs.sapo.pt

    ResponderExcluir

Agradeço sua visita, com breve retorno!! Seu comentário vem somar mais versos em minhas inspirações... grande abraço. Se quiser pode escrever diretamente para o meu email: socorrosantarem@gmail.com

Postagens em destaque

DANIELLE LIMA!! PARA VOCÊ, UMA CARTA DO MEU CORAÇÃO... FELIZ ANIVERSÁRIO!!!

Querida filha, Danielle Katrine Hoje, pensei em te fazer um poema!! Rimar versos para te falar do meu amor... Mas como poetizar,...