terça-feira, dezembro 21, 2010

PARA QUE SERVE UMA VIDA


Ontem, três sacerdotes celebraram com parte de seu povo, uma festa. Os três celebraram a memória de 40 anos de vida dedicada a uma missão. Passaram 40 anos de suas vidas tentando ser felizes, respondendo a um misterioso chamado.

Os três crêem que se tornaram padres porque foram seduzidos por Deus para um tipo de vida não tão comum-servir de guia a pessoas e comunidades religiosas. Independente de força ou fraqueza pessoal cada um dos três entrou no caminho sacerdotal para serem profetas e pastores. Ao estilo do Abraão bíblico os três jubilados de ontem um dia ouviram o chamado misterioso-sai da sua casa e vai, vai a uma missão porque meu povo precisa de ti.

Cada um deles, sem compreender bem as conseqüências daquele chamado, saiu de sua casa e foi ainda adolescente a um seminário, a uma formação intelectual e espiritual. Ao longo dos 40 anos cada um dos três trilhou um caminho, de inicio, desconhecido, depois clareando e assumiu do consciente curiosamente, como um quebra cabeça as peças foram se ajustando, a vida de cada um deles foi guiando, mostrando o rumo, inspirando sem que nenhum dos três o vice face a face.

Como Abraão foram caminhando e construindo sua história, confiantes de que faziam vão sua vontade pessoal em busca de sucesso, prestígio e poder. Os três se tornaram profetas, sacerdotes e pastores. A presença de tantas pessoas durante a celebração foi um sinal de que Deus, o misterioso sedutor vencera a batalha e os três cumpriram até hoje a missão.

Pe. Edilberto Sena

*O editorial levado ao ar no Jornal da Manhã, da Rádio Rural, do dia 18 de dezembro de 2010, um dia após a  missa de celebração dos 40 anos de vida sacerdotal do próprio pe. Ediberto juntamente com  pe. Luiz Pinto e Frei João.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço sua visita, com breve retorno!! Seu comentário vem somar mais versos em minhas inspirações... grande abraço. Se quiser pode escrever diretamente para o meu email: socorrosantarem@gmail.com

Postagens em destaque

AH, ESSE AMOR!! AH, ESSE APEGO...

Ela tinha nos olhos um vislumbrar de esperança e no coração sentimentos inesquecíveis. Nas horas tristes escrevia novos versos. Li...