sexta-feira, outubro 08, 2010

MANA, AUGUSTA!!! FELIZ ANIVERSÁRIO!!!

montagem de fotos

QUERIDA GUGU!!!
Neste dia especial, do seu ANIVERSÁRIO, elevo a Deus minhas orações
pedindo que Ele possa iluminar sua vida com a Luz do Divino Espírito Santo.
Para que continue sempre perto de nós enchendo-nos de alegria
com sua presença maravilhosa!

Falar de você é falar de uma menina linda, simples e especial que um dia
Deus colocou em minha vida em forma de irmã.
Em muitos pontos somos bem  parecidas pela estranheza de nosso jeito de ser.
Mas da nossa maneira nos amamos e nos respeitamos
 sempre com muito amor e carinho.
Com certeza, devo muito a você, pelos inúmeros cuidados para com meu filho
quando ele ainda  era tão pequeno.
Cuidados esses sempre vindos com  muito carinho e amor.
Quisera eu, hoje, poder montar uma grande festa e nela expressar todo meu contentamento em poder celebrar mais um ano de vida junto de você.
Mas no momento essa grande festa só posso fazer  dentro do meu coração!
Com toda alegria quero dizer que sempre estarei aqui com minha amizade,
presença e amor fraterno  para ficar do seu lado SEMPRE.
Pois você é minha manhinha querida, a Gugu, a Guga etc... não importa como eu lhe chame, o importante é que  você é uma irmã maravilhosa, cuidadosa, prestativa e que sempre  está bem perto  disposta a ajudar-me  quando preciso.
Obrigado meu Deus pela vida da minha irmã, Cuide dela SEMPRE com todo carinho para que assim seja sempre essa boa menina, filha, irmã, esposa, mãe e tia junto da família, dos amigos e de todos nós.

 

Feliz Aniversário, Gugu!!!

E nunca esqueça que :

AMO VOCÊ, MANA!!

CONTE  COMIGO.
SEMPRE.

Um grande beijo em seu coração


Com carinho da sua irmã chatinha


Socorro Carvalho


FÁTIMA!! PARA VOCÊ, MUITO SUCESSO!!

Hoje, recebeu a graduação de Licenciatura em História pela Universidade Vale do Acaraú - UVA  - FÁTIMA VALDENI VIANA!!!
Junto-me a alegria da família para partilhar esse momento tão valioso .
 Desejando a Fátima muito sucesso nessa nova etapa de vida.
Pedindo que o Deus da vida a abençoe sempre, em cada novo alvorecer.
E  que a luz do Sol possa brilhar em cada novo dia revigorando em no coração
a doce certeza de que o Amor aliado a Educação ainda é uma das formas de se conseguir transfomar  homens e mulheres em prol de uma sociedade melhor e mais justa.
 Acredite sempre que...


 "Quando amamos e acreditamos do fundo de nossa alma, em algo, nos sentimos mais fortes que o mundo, e somos tomados de uma serenidade que vem da certeza de que nada poderá vencer a nossa fé. Esta força estranha faz com que sempre tomemos a decisão certa, na hora exata e, quando atingimos nossos objetivos ficamos surpresos com nossa própria capacidade." (Paulo Coelho)


Um forte abraço e muita Luz em sua nova caminhada de vida !!


Com carinho



Socorro Carvalho

IVALDO FONSECA É O NOVO BLOGUEIRO DE SANTARÉM!!!

O Coordenador da Equipe de Esporte da Rádio Rural de Santarém e Narrador Esportivo o radialista Ivaldo Fonseca é o mais NOVO  membro da Blogosfera santarena.
Agora, a turma  antenada nas informações esportivas vai poder ouvir e ler as notícias e novidades aprensentadas no Programa Rolando a Bola, programa de rádio da Rádio Rural de Santarém, levado ao ar de segunda a sábado das 06:00 as 06:30 da amnhã com a aprensentação de Ivaldo Fonseca. Você pode conferir o novo blog AQUI...

Ivaldo!!
Seja bem vindo a esse mundo encantado da tecnologia chamado  Blog!!


Ah, mesmo atrasado, Feliz aniversário!!!

Um grande abraço, Saúde e Sucesso!!!

Socorro Carvalho

MEUS MOMENTOS!!! OBRIGADO, MEU DEUS!!!

Cesar, eu, Lika, Adrya, Ândria, Eduardo, Ageíse, Dione e Júlio.

Na Rádio Rural, na sala do Projeto Rádio Pela Educação me realizo...
Nesse e
spaço posso  brincar, sorrir, viajar e sonhar...
Tudo isso dentro do universo fascinante e  maravilhoso das crianças.
Na foto, a Coordenação e a Equipe Técnica com os acadêmicos(as) do curso de Comunicação Social (Iespes) e que fazem parte do Projeto de Extensão do Rádio Pela Educação.Claro, que neste espaço também me aborreço, fico p da vida, sinto vontade de esganar,
jogar gente pela janela...kkkk
Já chorei de raiva e de alegria!
Mas em cada novo programa que vai ao ar... esqueço tudo (quer dizer... quase tudo). rsrs
Durante todo esse tempo apenas uma coisa me magoou muito mas passou e entendi que nem sempre as pessoas nos valorizam e consideram tanto quanto pensamos...
Mas o que importa é que eu sempre fui muito sincera com meus sentimentos.
Sempre honrei meu trabalho com muita dignidade e RESPONSABILIDADE  pois sempre tive  e tenho muita dedicação pelo que faço.

Em cada nova carta que recebemos renovo as  forças  e  e amplio minha inspiração
para continuar criando e produzindo o Para Ouvir e Aprender!!
O carinho, expresso através das cartas,  que recebemos das crianças
demonstra o grande respeito para com nosso trabalho.
O qual sempre feito com responsabilidade, respeito, dedicação, carinho, criatividade e acima de tudo com muito amor.
Tudo por aqui tem sabor de jujuba, chocolate, pipoca, brigadeiro, bolo etc...
Aperitivos que me servem de sobremessa após cada almoço delicioso junto de boas amizades, dentro da Rádio Rural!!!

Além, da alegria que é trabalhar no Rádio Pela Educação
estou agora como Oficineira de Rádio no Programa Mais Educação
na Escola São Francisco de Assis, no Bairro São Francisco.
E as segundas, terças e quartas- feiras estou lá...
Junto daquela turma maravilhosa ( meninos e meninas) que apesar do pouco tempo já conquistaram um espaço especial em meu coração.
Com todo carinho procuro conduzí-las (los) sempre respeitando
a individualidade de cada um e cada uma.
Muitos são tímidos (as), outros bem danadinhos etc...
Mas cada um e cada uma com seu jeito próprio de ser.
E isso, vem me conquistando a cada dia um pouco mais.
No início, pensei que não conseguiria ficar por muito tempo....
Hoje, só de imaginar em deixar de ir já sinto saudades...

Eu,Nira, Rafael, Weverton e Berg.

Aqui minha outra turma de parceiros dessa vez do Programa Mais Educação.
Uma turma sensacional e que já aprendi a gostar bastante.
Assim como as meninas da cozinha que me tratam com muito carinho.
E haja carinho...kkkk
Dá até pra ver o efeito do  carinho sempre bem recheado
com merendas e almoços ( na escola)
 dá pra ver. rsrs
Aliado a tudo isso tenho em casa: meu filho Pedro, meu sobrinho Felipe e minha Mãe  que completam os tantos motivos para que eu esteja sempre contente com a vida.
GRAÇAS A DEUS!!!!


Um grande abraço


Socorro Carvalho

TERRAS CAÍDAS ASSUSTAM MORADORES DO ARAPEMÃ.



Moradores que vivem na comunidade de Arapemã, região da várzea, às margens do rio Amazonas, serão obrigados, mais uma vez, a deixar suas casas para não ser engolidos pelas águas do rio Amazonas, por causa das Terras Caídas – um fenômeno natural, da região Amazônica, comum durante a vazante do rio, que arrasta, pela força da água, grandes quantidades de terra das margens de muitas comunidades da várzea.


Por causa da vazante do imenso Amazonas, o drama de muitas famílias aumenta a cada dia. Para fugir das Terras Caídas, os moradores constroem suas casas no centro da comunidade. Atualmente, cerca de 15 famílias vivem sob a ameaça do fenômeno e tão breve deverão desmontar suas humildes casas para reconstruí-las em um local mais distantes.

Minha ida até essa comunidade se deu por um simples motivo: estou procurando um cenário perfeito para as gravação do meu primeiro filme amador, intitulado “TapaZonas”, que vai destacar o fenômeno das Terras Caídas. Passei a manhã do último sábado (02/10) nessa comunidade, conversando com alguns moradores que relataram fatos impressionantes a respeito desse fenômeno. A comunidade apresenta um cenário perfeito para as gravações e, se Deus quiser, é lá que pretendo realizar as filmagens. Mais isso ainda precisa ser discutido e analisado pela equipe.

Percorrendo a comunidade, encontrei a viúva Maria da Silva, que mora na comunidade há mais de 35 anos. A viúva deixou um pouco o trabalho que estava fazendo (capina do terreno onde está situada a sua casa) e conversou um bom tempo comigo, relatando fatos presenciados por ela em relação a Terras Caídas. De acordo com dona Maria da Silva, o fenômeno das Terras Caídas começou a atingir a comunidade do Arapemã há uns 20 anos. Aos poucos, as áreas que ficavam nas margens do rio Amazonas começaram a ser derrubadas, levando árvores, plantações e até animais. Ela contou que várias vezes já viu a terra sendo arrastada pelas águas e confessou ter muito medo dessa situação. Na semana passada, de acordo com ela, uma pequena parte da margem da comunidade foi derrubada pela força das águas do Amazonas. “O estrondo foi tão grande que balançou as casas. A gente já tem aquele nervoso. Se tivesse para onde ir eu ia embora”, disse. Dona Maria contou que uma das causas das Terras Caídas pode ser uma cobra grande que vive debaixo da terra, debaixo da comunidade. Ela garantiu ter visto esse grande animal, certa vez, boiando na frente da comunidade. “Nós estamos aqui em cima e não sabemos o que se passa debaixo da terra”, falou. A viúva é uma das pessoas que ainda resistem na área próxima ao rio Amazonas porque, segundo ela, o local para onde estão indo morar as famílias do Arapemã fica distante da margem do rio. Além do mais, a área também favorece o aparecimento de animais como jacaré e cobra sucuriju. Mas, não haverá outra saída daqui a algum tempo, quando será obrigada deixar a área onde mora para não ser engolida pelas águas do Amazonas.

Celso dos Santos Lima que mora na comunidade há mais de 20 anos contou que certa vez um irmão dele que estava colhendo frutos de uma árvore de ingá foi arrastado juntamente com árvore pelas Terras Caídas. “Ele sumiu debaixo da água. Quando cai assim parece que terra vai puxando tudo para o fundo do rio. De repente ele boiou lá no meio do rio, veio nadando e chegou à beira”, relatou. Em outra ocasião, ele e mais alguns homens que trabalhavam na retirada de argila das margens do rio Amazonas foram surpreendidos pelo fenômeno. “Quando nós demos aquela terra arriou em cima dele. Foi preciso a gente cavar para tirar o homem. Quase ele morre. Ele ficou todo quebrado. É muito perigoso. A gente sobe e desce para pegar água, mas tem que ficar o tempo todo de olho. Porque de vez em quando ela tá caindo”, falou Celso. A casa onde o agricultor mora com a família está bem perto da margem do rio e ele já planeja remanejar a casa, onde mora com a mulher e os seis filhos, para uma área mais distante. O agricultor nos levou a um local próximo à margem do rio. Lá, nos mostrou no chão algumas rachaduras. Sinal que muito em breve o terreno vai desmoronar e ser levado pelas águas do imenso Amazonas.



Zenaide Santos Vasconcelos mora na comunidade há mais de 40 anos recorda que o local era muito bonito e farto de plantação. “A comunidade tinha muitas laranjeiras, coqueiros, manga e outras frutas. Mas, quando a terra começou a cair tudo foi se acabando. Agora, se precisar comer uma fruta tem que comprar na cidade”, disse. Hoje, a comunidade mantém somente pequenas plantações de jerimum e melancia. Dona Zenaide conta que o medo é tão grande que ela e suas filhas vão rapidamente à beira do rio pegar a água para as atividades domésticas e tomar banho. “Eu tenho muito medo da terra cair em cima da gente. É muito feio, arriscado”.

Aldenice Santos de Vasconcelos, servente da escola da comunidade, é mãe de seis filhos e também não esconde o medo das Terras Caídas. “Principalmente quando eles (as crianças) vão tomar banho. Eles têm o vício de pular no rio. De repente a terra cai em cima e como eu vou saber se eles estão debaixo da terra?”. Por isso, a servidora pede aos filhos que tomem banho rápido e tenha o máximo de cuidado porque a terra não tem hora para cair. “A rachadura no chão é um sinal que a terra tá pra cair. Mas, os meninos são teimosos, né. Eu, principalmente, tenho medo de ir à beira do rio”, confessou.
Ketelen Gabriele Santos Vasconcelos, 13 anos, estudante da 7ª série, filha de dona Aldenice, também contou ter presenciado a ação das Terras Caídas. Certa vez, enquanto lavava roupa com a mãe, viu cair uma grande porção de terra. “Quase alaga uma canoa que tava perto. Fez igual a uma tromba d’água. Deu bastante medo”, contou a estudante.
São histórias que, sem dúvida nenhuma, rendem um bom documentário e uma boa história. Espero poder destacar esse rico cenário em TapaZonas que em breve começa a ser gravado na região.

 
Por Udirley Andrade
Editor do Jornal da Manhã/Rádio Rural
Assessor de Comunicação da PMS
Acadêmico de Jornalismo do IESPES
E a caminho de ser um  Grande Cineasta Santareno

Postagens em destaque

UM POEMA PARA ÁMON

Há dez meses... Você chegou!!! Trouxe no riso o estro. No calor O mais lindo poema de amor. Tão pequeno, tão meigo. Porém, forte e...