sábado, abril 30, 2011

INTERROGAÇÕES


Em meio a um universo tão complexo, vejo seus olhos refletindo raios de saudade. Nos olhos entorpecidos de segredos, um rio de emoções me fazendo flutuar em seu mundo de ilusão. Na quimera desse amor, floresce o verso, a poesia escondida no silêncio dessa magia que enternece os sentidos.

A paixão acende em nós o fogo, faz pulsar o coração, a chama da inspiração. Na taça de cristal, ainda sobre  a mesa, está o resto de vinho que embriagou a solidão. A música suave, ao fundo,  se tornou hino sonorizando antigas e inesquecíveis recordações. Na cabeceira da cama, descansam os versos loucos de Carlos  Drummond e as incógnitas de Clarice Lispector. Enquanto a nostalgia aloja-se suave em  meu peito...
Em cada instante as muitas lembranças só aumentam a saudade enchendo o quarto e o meu peito de solidão . O desejo de esquecer foi deixado de lado e o querer toma conta de todos os espaços... As interrogações se espalham mais sem nenhuma resposta já não consegue acalentar  meu coração... 

Socorro Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço sua visita, com breve retorno!! Seu comentário vem somar mais versos em minhas inspirações... grande abraço. Se quiser pode escrever diretamente para o meu email: socorrosantarem@gmail.com

Postagens em destaque

AH, ESSE AMOR!! AH, ESSE APEGO...

Ela tinha nos olhos um vislumbrar de esperança e no coração sentimentos inesquecíveis. Nas horas tristes escrevia novos versos. Li...