terça-feira, maio 17, 2011

LATIDOS DE CACHORRO SALVAM HOMEM QUE FICOU PRESO EM POÇO EM SP

Vítima estava há 11 horas dentro d’água quando cão alertou dono.
Homem foi resgatado com hipotermia em Jacareí, no interior do estado.

Um homem de 45 anos foi salvo pelos latidos de um cachorro após cair em um poço de oito metros de profundidade em Jacareí, no Vale do Paraíba, interior de São Paulo, neste domingo (15). Ele já estava há 11 horas com o corpo na água quando o cachorro começou a latir sem parar. O dono do cão ouviu os latidos e depois o pedido de socorro da vítima.
Era início da manhã na Zona Rural da cidade quando o cachorro ‘Negão’ quebrou o silêncio. O dono dele, o lavrador Ricardo de Almeida, percebeu que algo estava errado. “Eu vim correndo para ver porque ele estava latindo. E eu escutei que o grito vinha de um lugar que meu irmão falou que era um antigo poço que estava destampado, então, podia ser lá”, explicou.
 
Almeida chamou os bombeiros. Para ajudar no trabalho de resgate, os lavradores passaram um trator na área próxima de onde vinha o pedido de ajuda, que era de mata fechada, até o local onde fica o poço. Após o resgate o buraco foi coberto com pedras e terra por medida de segurança.
O homem resgatado estava com hipotermia por ter ficado tanto tempo na água. Entretanto, ele estava consciente. “Um dos nossos bombeiros desceu no local para fazer avaliação e, com um sistema de salvamento de cordas, posteriormente foi feito o içamento dessa pessoa, que foi socorrida para a Santa Casa de Jacareí”, explicou o tenente do Corpo de Bombeiros Alexandre Veloso.

O homem permanecia internado na noite desta segunda-feira (16), mas passava bem. Ainda não se sabe porque ele estava na mata.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço sua visita, com breve retorno!! Seu comentário vem somar mais versos em minhas inspirações... grande abraço. Se quiser pode escrever diretamente para o meu email: socorrosantarem@gmail.com

Postagens em destaque

Chuva que rega saudade...

O dia amanheceu chovendo. Passou nublado. A tarde chegou com um tímido  sol .  Ao meu redor,  vejo rastros de saudade a penetrar me...