quarta-feira, setembro 28, 2011

CASULO


O casal se acasala
E a casa exala
O cheiro do amor
Do quarto à sala...

Esse é o caso
De quem como eu
Faz da cópula a cúpula
Sem culpa

Da arte de alcova
Na cova, na vala
Da casa de asas
Onde o amor se propala...

Não me anulo do amor
Em função do desejo
Evoluo, e te incluo
No invólucro
Do meu cortejo...

E ovulo do teu óvulo
Da úvula à vulva
(Raposa de tuas uvas!)
Na certeza de que um dia
Serás borboleta,
A nascer do meu coração-casulo!

Te adulo a viver
Meu momento de orgia
Baseado na tua magia
E na imensa alegria
De ver a alma nem sempre vazia
Onde o meu amor, eu despejo...



Prometi um poema pro seu aniversário, com a sua cara. Aí vai
Jota Ninos 

* A poesia é mágica, Ninos.
 Obrigada pelo poema.
Socorro Carvalho





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço sua visita, com breve retorno!! Seu comentário vem somar mais versos em minhas inspirações... grande abraço. Se quiser pode escrever diretamente para o meu email: socorrosantarem@gmail.com

Postagens em destaque

Chuva que rega saudade...

O dia amanheceu chovendo. Passou nublado. A tarde chegou com um tímido  sol .  Ao meu redor,  vejo rastros de saudade a penetrar me...