ANA MARIA COMENTA A IMPORTÂNCIA DE STEVE JOBS PARA A TECNOLOGIA MUNDIAL




Aos 56 anos de idade, morre Steve Jobs, um gênio da área de tecnologia e fundador da Apple. Jobs lutava contra um câncer no pâncreas desde 2004. Há 42 dias, tinha se afastado do comando da empresa por problemas de saúde. O professor de Eletrônica Interativa da USP, Marcelo Zuffo, explicou no Mais Você desta quinta-feira, 06 de outubro, quem foi Jobs.

Parafraseando o gênio, Ana Maria iniciou o programa com uma mensagem dita por ele, em 2005: “Lembrar que estarei morto em breve é a ferramenta mais importante que encontrei para me ajudar a fazer grandes escolhas na vida. Porque quase tudo - todas as expectativas externas, todo o orgulho, todo o medo de me envergonhar ou de errar, tudo isso cai diante da face da morte, restando apenas o que realmente é importante. Lembrar que você vai morrer é a melhor maneira que eu conheço para evitar a armadilha de pensar que se tem algo a perder. Você já está nu. Não há razão para não seguir seu coração".

“Ele foi tão importante para a popularização da informática como Henry Ford foi para a indústria de automóveis, no fim do século XIX. Foi o homem que revolucionou a nossa relação com a informática, porque ele tornou os computadores pessoais mais fáceis de usar. Convenceu consumidores a ouvir músicas digitais em mp3 e mudou completamente o conceito de telefones celulares”, relatou Ana Maria Braga.

Aparelhos celulares: um aliado para registrar imagens

O último feito de Jobs foi o Tablet, um computador de mão que já vendeu mais de oito milhões de unidades em apenas um ano e meio de lançamento. Foram mais de 300 milhões de tocadores de músicas vendidos em 10 anos. Também foram vendidos 120 milhões de celulares inteligentes desde 2007.

“Todos esses aparelhos tinham um ‘i’ no nome. ‘I’ de inovação, como definia Steve Jobs. A maneira como tocamos na tela, trocamos mensagens, imagens, músicas e textos, tudo isso veio da visão dele. Desafiador e criativo, Jobs definitivamente mudou o mundo. Deixa uma legião de órfãos tecnológicos”, admitiu a apresentadora.

Nos últimos anos no comando da empresa, o volume de vendas saltou de cinco bilhões e meio de dólares, em 2001, para 65 bilhões, em 2010. “Desde o primeiro produto que ele colocou no mercado, ainda na década de 70, ele sempre teve uma legião de aficionados”, ressaltou o professor da USP, evidenciando que Jobs, além da brilhante carreira, também carregou consigo uma multidão de adeptos e fãs de seus produtos.


Fonte: Rede Globo 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Frases picantes que homens gostam de ouvir na hora do sexo

UMA CARTA PARA MEU FILHO AMADO..

ENFIM... MEUS 18 ANOS DE IDADE!!!