SEMINÁRIO ABRE COMEMORAÇÃO DOS 40 ANOS DO DOCUMENTO SANTARÉM

Dom Esmeraldo Barreto de Farias - Bispo Diocesano de Santarém

O seminário sobre os 40 anos do Documento de Santarém iniciou na manhã de ontem24/11, com a participação de 110 representantes dos municípios que abrangem a Diocese de Santarém-PA: Mojui dos Campos, Almeirim, Monte Alegre, Prainha, Belterra, Aveiro e Santarém, além dos padres, religiosas e convidados.

 O bispo da Diocese, Dom Esmeraldo B. Farias, fez a abertura oficial. Ele destacou que o seminário é uma luz para as novas ações de evangelização da Diocese para os próximos anos. Um dos assessores, padre Raimundo Possidônio, da Arquidiocese de Belém e estudioso da história da Igreja na Amazônia, fez uma retrospectiva histórica da evangelização da Igreja nos últimos 50 anos. Apontou o Documento de Santarém como um dos marcos dessa evangelização.

Em seguida, houve um comparativo sobre os avanços e os desafios das prioridades definidas em 1972: Formação de Agentes de Pastoral;  Comunidade Cristã de Base; Pastoral Indígena e Estradas e outras Frentes Pioneiras. Logo após, uma mesa de debates sócio-eclesial e cultural-antropológico da realidade atual.

Na manhã desta sexta-feira,25, houve uma memória e síntese dos trabalhos do dia anterior. Depois foram apresentados os dados parciais de um questionário sócio-cultual e religiosa aplicado às famílias no primeiro semestre deste ano, seguida de exposições em plenária sobre os desafios da realidade eclesial. 

Agora à tarde, os participantes estão fazendo uma reflexão das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil. Essa reflexão servirá de luz para as propostas de ação pastoral da Diocese para os próximos três anos, que serão elaboradas neste sábado 26, encerramento do Seminário. 

Em julho de 2012 será realizado um encontro celebrativo dos 40 anos do Documento, em Santarém, com a participação dos bispos da Amazônia.
O DOCUMENTO DE SANTARÉM

O “Documento de Santarém” (esse foi o título recebido) foi resultado de um encontro, que reuniu 22 bispos das arquidioceses, dioceses e prelazias da Amazônia brasileira. O evento foi realizado em Santarém, no período de 24 a 30 de maio de 1972, na época, Santarém era considerada a maior e mais antiga prelazia do Brasil, e tinha como pastor, o saudoso bispo Dom Tiago Ryan.

No encontro, foram definidas ações internas de evangelização da Igreja na Amazônia, como comunidade cristã de base, formação pastoral para os leigos; atenção aos povos indígenas, além de acompanhamento das questões sociais: conflitos de terra, estradas, entre outros.

Informações -  PASCOM – Ercio Santos (Coordenador da Pastoral da Comunicação de Santarém)


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Frases picantes que homens gostam de ouvir na hora do sexo

UMA CARTA PARA MEU FILHO AMADO..

ENFIM... MEUS 18 ANOS DE IDADE!!!