quarta-feira, dezembro 07, 2011

ESTADO DO TAPAJÓS



Ao contrário do que se apregoa como separatismo, interesse político e oportunismo, a criação do Novo Estado só trará benefícios, pois servirá para solidificar a vigilância e a soberania sobre as riquezas, proporcionando o desenvolvimento harmonioso do Brasil, gerando renda e empregos também para o povo do interior. Assim, devido à distância que separa a Região do Baixo Amazonas da capital do Pará, o futuro Novo Estado, na prática, já se constitui uma unidade com vida própria desde o Brasil Imperial.

Embora essa falta de presença do poder público em espaços distantes da capital (Belém) seja evidente em relação às áreas ribeirinhas do interior do Pará e venha impedindo há décadas o desenvolvimento econômico regional, muitos desconhecem e evitam conhecer que estados gigantescos como Pará e o Amazonas, são inviáveis do ponto de vista sócio-econômico e administrativo. Por essa razão, considero a criação do Novo Estado na região do Oeste do Pará, mais do que um projeto político, um projeto de inclusão sócio-econômico e de desenvolvimento estratégico de segurança nacional, no Norte do Brasil. 


Do artigo: Estado do Tapajós de autoria de  Djalmira de Sá Almeida.
Leia o  artigo completo AQUI




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço sua visita, com breve retorno!! Seu comentário vem somar mais versos em minhas inspirações... grande abraço. Se quiser pode escrever diretamente para o meu email: socorrosantarem@gmail.com

Postagens em destaque

AH, ESSE AMOR!! AH, ESSE APEGO...

Ela tinha nos olhos um vislumbrar de esperança e no coração sentimentos inesquecíveis. Nas horas tristes escrevia novos versos. Li...