terça-feira, dezembro 27, 2011

RASCUNHOS VÃOS

Já não há mais tempo para espera.
A distancia consumiu a esperança.
O vento já não traz meu aroma preferido...
A saudade se faz companheira do poema solitário.
Minhas mãos são procuras vãs.
Lacunas e lacunas se atropelam.
Tudo está vazio dentro  do espaço, agora infinito.
Devaneios  bobos dedilham   suaves canções.
Procura infinda ...
Finda a inspiração.  


Socorro Carvalho







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço sua visita, com breve retorno!! Seu comentário vem somar mais versos em minhas inspirações... grande abraço. Se quiser pode escrever diretamente para o meu email: socorrosantarem@gmail.com

Postagens em destaque

DANIELLE LIMA!! PARA VOCÊ, UMA CARTA DO MEU CORAÇÃO... FELIZ ANIVERSÁRIO!!!

Querida filha, Danielle Katrine Hoje, pensei em te fazer um poema!! Rimar versos para te falar do meu amor... Mas como poetizar,...