sábado, maio 14, 2011

EI JORGEEEEE!!! PARABÉNS!!!


Antônio Jorge, meu cunhadão!!!
Deus te proteja SEMPRE.

E que o teu coração continue cheio de bondade.

Saúde, muita saúde para que assim tenhas ainda...

Muitos anos de picanha assada,

Muitos copos de cerveja gelada,

Muitas latinhas bem geladas,

Muita alegria e inteligência.

Ah, Jorge!!

Sabe de uma coisa?

Ter ingressado na Ufopa está sendo uma experiência fascinante.

Sou grata a Deus por isso, mas sou grata também a você e Concy pelo incentivo.

E você, em especial, por ter me dado a grana para minha inscrição.

Valeu cara!!Valeu mesmo!!

Um grande abraço.

Você é especial l em meu coração!!



Saúde. Paz. Sucesso e muitas bênçãos de Deus para você e sua família.



FELIZ ANIVERSÁRIO!!!



Com carinho da sua cunha querida...rsrs


 Eu... HELP

ORQUIDÁRIO


Um cheiro de ser outro, um colhereiro
no lago dos meus olhos. Quantas vezes?
De quantos dias fez-se esta memória
e o quanto evaporou da sua essência?


Minha uma vida evola-se, e não fixo
nada de meu que saiba a acontecido.
Não fosse o fogo, tudo era uma névoa
de sensações e aromas mutilados.


Mas tu és vivo em mim, e ainda exalas,
sem que eu te peça, um cravo de inocência,
que ora me embala, e ora me perfura.


Perfume de uma infância que se lembra
e que se esquiva quanto mais a quero.
Lembrar é flor que nasce além do tempo.


II


Lembrar é luz difusa e fugidia
que à revelia, sempre, incide ou morre.
Essas crianças, rindo, de mãos dadas,
aonde correm quando as surpreendo?


Viver é uma (a)ventura da memória.
Como ordenar os cacos, os lampejos,
e que sentido fazem, como mapa,
sob este Sol mais puro? Um novo mito?


Caleidoscópio manso e sem pecado,
enfim te vejo, mas não sei se alcanço
ser um contigo no correr da tarde,


ser um com a luz que filtra pelas flores
e recortar na sombra este mosaico
sob um caramanchão que se entressonha.



Jason Carneiro (1972 - )


Recado do Jason Carneiro
Amigas, Amigos,


Eu me pergunto, perguntei-me sempre, que vida a minha se não o que me lembro. Eu me pergunto, ainda agora o faço, ante a memória que me vai fugindo, algo para sempre, algo para que venha o novo, se isto que fica, e nem tudo é lugar e data e cor de roupa, se isto afinal sou eu, eu, o que escolhi (quanto escolhi?) do que me aconteceu. E porque me pergunto, perguntei-me sempre, cismei de responder, a buscar insone o velho Orquidário de Santos, um laivo do que foi infância, ou talvez seja, fundo mistério louco, ainda infância em mim.


Grandes abraços, e boa semana,

FÁTIMA: 13 DE MAIO ESPECIAL LEMBRA BEATIFICAÇÃO DE JOÃO PAULO II


A peregrinação aniversaria do 13 de maio, em Fátima, tem este ano o caráter de celebração nacional de "ação de graças" pela beatificação de João Paulo II", "particularmente" ligado ao santuário, por decisão da Conferência Episcopal Portuguesa.


"Os bispos de Portugal convidam todo o povo de Deus a unir-se em oração agradecida, celebrando a santidade de vida deste Papa, cuja história está muito ligada a Portugal, particularmente a Fátima", assinalava o comunicado final da última assembleia do episcopado católico do país.

João Paulo II, beatificado pelo seu sucessor no último dia 1 de maio, é recordado em Portugal pela sua ligação a Fátima, reforçada pela intercessão a Nossa Senhora na recuperação do atentado de 1981 e pela beatificação dos pastorinhos Francisco e Jacinta, em 2000.

A Nota Pastoral da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) sobre a beatificação do Papa polaco, Karol Wojtyla (1920-2005), divulgada em março, sublinhava essa ligação.

"É considerado o Papa de Fátima, que um ano depois do atentado na Praça de São Pedro, em Roma, a 13 de maio de 1981, veio à Cova da Iria agradecer à Rainha da Paz o ter providencialmente sobrevivido", assinalavam os bispos.

João Paulo II esteve no Santuário de Fátima em 1982, 1991 e, pela última vez, em 2000, altura em que beatificou os videntes Francisco e Jacinta Marto.

A ida a Roma, em outubro 2000, da imagem original de Nossa Senhora de Fátima da Capelinha das Aparições, no Jubileu dos Bispos, consagrando-lhe o terceiro milénio, confirmou a ligação do Papa polaco com o santuário da Cova da Iria.

Simbolicamente, a bala que lhe atravessou o abdómen num dia 13 de maio (1981) repousa hoje na mesma imagem da Virgem.

Em declarações à Agência ECCLESIA, D. Serafim Ferreira e Silva, bispo emérito de Leiria-Fátima, não esconde a sua "admiração" por uma figura na qual encontrou "uma energia interior, espiritual, que contagiava, que atraía", mesmo não crentes.

Karol Wojtyla é, para este prelado, um "modelo para a Igreja que caminha, para uma sociedade que tem problemas", um homem que "soube perdoar ao seu agressor" [alusão ao atentado contra a vida do Papa, a 13 de maio de 1981].

"Este homem fez cair o Muro de Berlim, soube ver para além dos horizontes finitos das nações e das pessoas. Eu admiro muito este homem", conclui D. Serafim Ferreira e Silva, que além de ter recebido João Paulo II em Fátima viajou com ele à Polónia, a seu convite, para a inauguração de um santuário.

A peregrinação que hoje se inicia em Fátima vai ser presidida pelo cardeal Sean O'Malley, arcebispo de Boston (EUA), que já presidiu à peregrinação dos migrantes, em agosto de 2007, tendo estado também em Fátima, em maio de 2010, durante a visita de Bento XVI.



O cardeal norte-americano acompanhou as comunidades de emigrantes lusos nos Estados Unidos da América, país onde há mais de duas décadas fundou uma paróquia portuguesa, antes de ser bispo de Fall River, diocese em que metade dos fiéis fala português, à semelhança do próprio Sean O'Malley.

No dia da beatificação do Papa polaco, milhares de pessoas reuniram-se em Fátima, onde uma grande tela deixava uma mensagem ao novo beato da Igreja Católica - «Beato João Paulo II, rogai por nós» - e uma estampa distribuída nas principais entradas do recinto lembrava a oração proferida na sua primeira peregrinação.


Fonte: www.ecclesia.pt



A SEREIA E O MARINHEIRO



Singrar
em teu sangue
primeiro
marinheiro
de prima viagem
e à margem
do teu destino
de menino,
em homem - me transformar...


Ancorar
em tuas ancas
maneiras
faceiras ondas
de libertinagem
passagem
da alma ladina
de menina,
em sereia - revolucionar...


Jota Ninos ( Jornalista)


Postagens em destaque

Maria Maria

Maria, Da lua Herdastes brilho e serenidade. Do sol Juntastes calor e esperança. Doce Maria! De encanto, de amor. Suave como a b...