terça-feira, outubro 25, 2011

PAI NOSSO!!!


Pai Nosso que estais no céu,
santificado seja o vosso nome,
vem a nós o vosso reino,
seja feita a vossa vontade
assim na terra como no céu.
O pão nosso de cada dia nos dai hoje,
perdoai-nos as nossas ofensas,
assim como nós perdoamos
a quem nos tem ofendido.
Não nos deixei cair em tentação,
mas livrai-nos do mal.

Amém.


PNUMA E WRI DESTACAM IDEIAS PARA LIDAR COM O CLIMA




Relatório afirma que os atuais esforços internacionais não evitarão as piores consequências do aquecimento global e avalia mais de 130 propostas de centros de pesquisa, governos e ONGs para mitigar o fenômeno.

A menos de um mês para a Conferência do Clima (COP 17) em Durban, na África do Sul, o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) e o Instituto de Recursos Mundiais (WRI) divulgaram um relatório que alerta que o aquecimento global ultrapassará a marca de 2ºC até o fim do século se os compromissos firmados pelos países continuarem tão tímidos.

Cientistas acreditam que manter o aquecimento em no máximo 2ºC é crucial para evitar a multiplicação de fenômenos climáticos extremos, como secas e enchentes, assim como para prevenir o desaparecimento de milhares de espécies e até de países insulares.

Mas o relatório, intitulado Construindo um Regime de Mudanças Climáticas: Pesquisa e Análise de Iniciativas, não foi apresentado apenas para criticar a situação dos compromissos climáticos. Sua maior importância está em trazer uma análise das sugestões disponíveis para melhorar o cenário político internacional.

O relatório destaca a necessidade de mobilizar os setores público e privado nos mais diversos níveis e aproveitar o máximo que eles podem oferecer, como investimentos em adaptação, governança e em programas de redução de emissões.

As ideias analisadas pelo PNUMA e WRI vão desde vincular a implementação de políticas climáticas a padrões dos Direitos Humanos - o que facilitaria a obtenção de financiamentos internacionais - a taxar as emissões de companhias de transporte aéreo e marítimo.
De uma forma geral, o documento conclui que existem mais opções para combater as mudanças climáticas do que se pensava e que todas elas podem contribuir de alguma forma.


PERSPECTIVA DE CRIAÇÃO DO ESTADO DO TAPAJÓS É TEMA DE DEBATE




A Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA) realiza nos dias 26 e 27 de outubro de 2011, em Santarém (PA), o Seminário “Perspectivas de Emancipação do Estado do Tapajós”, que reunirá pesquisadores de renome nacional e internacional. Aberto ao público e à comunidade acadêmica, o evento acontecerá no Auditório do Centro de Formação Interdisciplinar (CFI), situado na entrada do Campus Tapajós, no bairro do Salé. Organizado pelo GT-Tapajós, formado por professores da UFOPA, o evento visa a promover um amplo debate com a população da região sobre a divisão do território do Pará para a criação de novas unidades federativas, como o estado do Tapajós, na região Oeste do Pará, área de atuação da UFOPA.Durante o evento serão discutidos temas relacionados à geopolítica e desenvolvimento regional do Oeste do Pará; economia regional e os cenários de desenvolvimento para um novo estado; gestão de recursos e ordenamento territorial; a divisão do Pará como estratégia para o desenvolvimento da Amazônia; entre outros.

O evento contará com a participação de pesquisadores de diversas áreas, como a geógrafa Bertha Becker, professora emérita da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e coordenadora do Laboratório de Gestão do Território (LAGET/UFRJ). Membro da Academia Brasileira de Ciências e Doutora Honoris Causa pela Universidade de Lyon III, Bertha Becker é referência em estudos sobre a geografia política da Amazônia e do Brasil. Também participará dos debates o pesquisador Francisco de Assis Costa, atual diretor de Estudos e Políticas Regionais, Urbanas e Ambientais do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA). Sua experiência de pesquisa tem ênfase em economia agrária, desenvolvimento regional e relações entre economia e sustentabilidade ambiental, destacando o papel das inovações tecnológicas e institucionais, sobretudo na Amazônia.

GT-Tapajós – Criado pela portaria nº 1.196 de 30 de junho de 2011, da Reitoria da UFOPA, para debater a criação do estado do Tapajós, o grupo de trabalho GT-Tapajós é formado pelos professores Marcos Ximenes Ponte (PROPPIT), Edivaldo da Silva Bernardo (ICED), Jackson Fernando Rêgo Matos (IBEF), Socorro Pena (ICS), Sandro Augusto Viegas Leão (ICS) e Keid Nolan Silva Sousa (ICTA).

Confira a programação completa do seminário “Perspectivas de Emancipação do Estado do Tapajós” e preencha a ficha de inscrição. Mais informações e inscrições pelo correio eletrônico seminariotapajos@hotmail.com .

PESQUISA DA UFOPA REVELA VALOR DA CESTA BÁSICA DE SANTARÉM



O valor mensal da cesta básica em Santarém é objeto de pesquisa do Laboratório de Aplicações Matemáticas (LAPMAT), da Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA). Coordenado pelo Prof. Dr. Hugo Diniz, o estudo faz parte do “Projeto Economia”, que tem por objetivo divulgar informações financeiras sobre a região Oeste do Pará, por meio de artigos e tabelas disponibilizadas no endereço eletrônico Economia Lapmat.

No levantamento realizado sobre a cesta básica de Santarém são pesquisados os preços dos seguintes produtos: açúcar, arroz, banana, café em pó, carne, farinha, feijão, leite em pó, manteiga, óleo de soja, pão francês e tomate. A pesquisa de preços é realizada em supermercados, açougues, padarias, distribuidoras e nas duas grandes feiras da cidade: Mercadão 2000 e Feira da COHAB. “Para cada tipo de estabelecimento há um questionário específico”, explica Hugo Diniz. A coleta é distribuída ao longo do mês e as datas para cada estabelecimento são escolhidas aleatoriamente.

Segundo Diniz, o processamento dos dados é realizado em um sistema denominado “Economia”, criado pela equipe do LAPMAT exclusivamente para esta pesquisa, o qual permite

Economia - O Projeto Economia surgiu em 2010, como uma atividade didática da disciplina “Matemática Financeira”, do curso de Licenciatura em Matemática da UFOPA.
 O objetivo era a divulgação de tabelas com o menor preço encontrado em vários estabelecimentos de Santarém, para os produtos da cesta básica típica do cidadão santareno. Em 2011, o projeto foi incorporado como atividade de pesquisa do LAPMAT, sendo criado um sistema para que as cotações fossem lançadas on-line pelos pesquisadores.

Fonte: Site da Ufopa

VIDA CABOCLA

Alvorecer   na comunidade de Solimões - Rio Tapajós - Santarém - Pará
Por  Marivaldo Oliveira

A vida na Amazônia
Tem o sabor da maresia.
Carícia da brisa fria...
Alvorecer de esperança
Envolto na sincronia do remanso.
No ritmo do vento sobre as águas
Murmúrio de poesia.
Vida cabocla!!
Cheiro de folhas secas caídas ao chão.
Na canoa a remar
Segue o caboclo feliz
No rio a navegar...
Rema, rema, rema
Segue o caboclo faceiro,
Os mistérios do rio a desvendar.
Tem paisagens e enigmas...
No cair da tarde ou no nascer do sol.
Poesia  da vida.
Da vida cabocla no Rio Tapajós.


Socorro Carvalho

Postagens em destaque

Maria Maria

Maria, Da lua Herdastes brilho e serenidade. Do sol Juntastes calor e esperança. Doce Maria! De encanto, de amor. Suave como a b...