VIAGEM...


Na ótica da poética rimam-se  devaneios loucos.
Versos são ruídos,  que emergem de um universo inexistente,  sob paisagens obscuras.
No vazio da procura, pensamentos se desencontram no desvario de incertezas e despedidas.
A mente, sinaliza antigos pesadelos, sonhos desfeitos, entrelaçados nos desencontros do destino.
Restos de  lembranças tristes,  perambulam soltas,  dentro dos segredos contidos.
Na retina,nítidas imagens, miragens  prisioneiras, em meio a liberdade, o medo, a esperança.
Completo desassossego.
A imaginação é   perdição louca da sensatez, na poesia de rimas soltas.
Quimeras se concretizam absolutas,
 nas entrelinhas, da chama, que chama  e conduz à viagem, ao encontro.

Socorro Carvalho


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Frases picantes que homens gostam de ouvir na hora do sexo

UMA CARTA PARA MEU FILHO AMADO..

ENFIM... MEUS 18 ANOS DE IDADE!!!