domingo, setembro 02, 2012

RENDIÇÃO

O publicitário santareno Eduardo Dourado em Óbidos
A natureza é de uma exuberancia tão imensa
que de repente o homem se vê tão pequeno
e  perdido diante de significativo encantamento.
Porém, essa contemplação só  é possível
quando esse olhar vai além da ótica padrão...
Um olhar   infinitamente profundo, mais apurado e capaz
de se  deixar envolver por toda a grandeza que vê.
E frágil,  impotente,
o homem se sente poeta diante da força da beleza que o rende.
E nessa rendição ele viaja  para dentro de si
para encontrar com sua  mais sensível emoção
a quimera  contente do seu olhar refletido sobre a natureza...
E em silêncio se delicia
Com a maresia do rio
e  o navegar anônimo do navio.
Quantas lembranças vagueiam...nos pensamentos.
Quantas interrogações na cabeça, quantas?????

Socorro Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço sua visita, com breve retorno!! Seu comentário vem somar mais versos em minhas inspirações... grande abraço. Se quiser pode escrever diretamente para o meu email: socorrosantarem@gmail.com

Postagens em destaque

Chuva que rega saudade...

O dia amanheceu chovendo. Passou nublado. A tarde chegou com um tímido  sol .  Ao meu redor,  vejo rastros de saudade a penetrar me...