VAGOS DEVANEIOS



Assim como o por do sol  
Vai caindo sobre o remanso do rio
Minha inspiração
Vagamente vai se  debruçando  sobre o vazio...
Enquanto a poesia vai se agasalhando
Tentando adormecer  cá dentro do meu peito.
E nessa insônia de desassossego
Meus versos  vão se perdendo
Na infinitude desse desejo contido.
No ar perfumado com seu cheiro...
Embriago esse desespero.


Socorro Carvalho
Foto: Francileno Rego

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Frases picantes que homens gostam de ouvir na hora do sexo

UMA CARTA PARA MEU FILHO AMADO..

ENFIM... MEUS 18 ANOS DE IDADE!!!