domingo, novembro 04, 2012

VONTADE LASCIVA

No olhar sedento
Meus olhos  insaciáveis despem teus pudores.
Teu corpo é templo do meu gozo.
Quimeras  lascivas rimam o desejo,
Ânsia quente de sentir teu falo.
A falar de vontade e paixão.
Numa completa ereção  e ardor.
O cheiro de cio exala o espaço,
Sinto nos poros o expulsar do desejo.
Minhas mãos pecadoras
Rastreiam sedutoras  cada milímetro do teu corpo.
Minha boca sussurra ínfimas fantasias...
Explora teus mistérios,
Abocanha tua intrépida emoção.
Ouço teu grito, teu rugido...
Macho  pronto para cruzar.
E numa fúria animal me agarra, me namora
Numa fervura de pecado e tesão.
Frenesi libertino de infinita paixão.
Como uma fera  indomável.
Você  me doma, me agarra,  me acasala.
Faz-me descansar em  tua ereta  vontade de amar.
Entre frêmitos de loucuras e desejos...
Somos um só, num encaixe perfeito..
Entre delírios, sussurros e beijos
Nosso grito se faz ecoar
Em pleno  êxtase...
Gozo perfeito.
Socorro Carvalho


SAUDADES DE VOCÊ...



Em cada instante que  passo em tua ausência...
Tudo ao meu redor  é tristeza e solidão.
Só tua presença é meu contentamento.
Alívio do meu coração.
Só teu sorriso é minha paixão.
Que  me importa  toda essa multidão?
Se não estais por perto para alegrar meu coração?
Já é madrugada ...
As horas passam devagar, mas  o sono não vem.
Perco-me nas leituras.
Procuro acalento nos versos dos poetas.
Não adianta.
Nada preenche esse vazio do meu peito...
Só você é tudo  que eu  preciso.
Para acalmar essa aflição.
Vem amor!!
Não demora..
Estou
Estou com saudades de você...
Já te espero, mesmo sem te conhecer.
Aonde está você?


Socorro Carvalho


MIMOSA BOCA ERRANTE



Mimosa boca errante
à superfície até achar o ponto
em que te apraz colher o fruto em fogo
que não será comido mas fruído
até se lhe esgotar o sumo cálido
e ele deixar-te, ou o deixares, flácido,
mas rorejando a baba de delícias
que fruto e boca se permitem, dádiva.

Boca mimosa e sábia,
impaciente de sugar e clausurar
inteiro, em ti, o talo rígido
mas varado de gozo ao confinar-se
no limitado espaço que ofereces
a seu volume e jato apaixonados
como podes tornar-te, assim aberta,
recurvo céu infindo e sepultura?

Mimosa boca e santa,
que devagar vais desfolhando a líquida
espuma do prazer em rito mudo,
lenta-lambente-lambilusamente
ligada à forma ereta qual se fossem
a boca o próprio fruto, e o fruto a boca,
oh chega, chega, chega de beber-me,
de matar-me, e, na morte, de viver-me.

Já sei a eternidade: é puro orgasmo.


Carlos Drummond de  Andrade

AMOR É SÍNTESE


Por favor, não me analise
 Não fique procurando cada ponto fraco meu.
 Se ninguém resiste a uma análise profunda,
 Quanto mais eu...

Ciumento, exigente, inseguro, carente
 Todo cheio de marcas que a vida deixou
 Vejo em cada grito de exigência
 Um pedido de carência, um pedido de amor.

Amor é síntese
 É uma integração de dados
 Não há que tirar nem pôr
 Não me corte em fatias
 Ninguém consegue abraçar um pedaço
 Me envolva todo em seus braços
 E eu serei o perfeito amor.


 Mario Quintana

A VIDA



A vida é o dia de hoje,
A vida é ai que mal soa,
A vida é sombra que foge,
A vida é nuvem que voa;

A vida é sonho tão leve
Que se desfaz como a neve
E como o fumo se esvai:
A vida dura num momento,
Mais leve que o pensamento,
A vida leva-a o vento,
A vida é folha que cai!

A vida é flor na corrente,
A vida é sopro suave,
A vida é estrela cadente,
Voa mais leve que a ave:

Nuvem que o vento nos ares,
Onda que o vento nos mares,
Uma após outra lançou,
A vida – pena caída
Da asa da ave ferida
De vale em vale impelida
A vida o vento levou!

João de Deus

Postagens em destaque

Em entrevista, o Poeta e Compositor santareno Renisson Luis Vasconcelos fala de sua arte e do amor que tem por Nossa Senhora da Conceição

Estamos na semana que antecede o Círio 2017 de Nossa Senhora da Conceição, Padroeira de Santarém.  Uma semana intensa de preparativos ...