NÃO?




Vi-te: em teu rosto voluptuoso e belo

O anjo formoso dos amores vi!

Amor ardente num olhar, num elo

Destes teus olhos divinais senti!



Vi-te: e prendeu o teu esbelto talhe

O mimo, a graça do teu corpo em flor.

E esses teus lábios como a flor de um baile

Que às auras murcham de festivo amor.



Vi-te: e eras minha ao meu olhar magnético

E te prendias a fugir de mim!

Fronte de lírios de um candor angélico

Em um perfume me darás um — sim!



Um sim de envolta àquele olhar ardente

Luz de teus olhos, divinal fulgor.

Um sim de envolta àquele rir demente

Reflexo d’alma a delirar de amor!



Um sim! E ao som do teu falar suave

À minha voz extinguirei o som

Onde gorjeia uma garganta de ave;

Que vale ao homem da palavra o dom?



Íntima frase que só nasce d’alma

Terei nos olhos p’ra dizer-t'o então

E em troca dela p’ra colher a palma

Do teu amor, anjo terrestre... não?



Toda poesia de Machado de Assis. Org. de Cláudio Murilo Leal.
Rio de Janeiro: Editora Record, 2008.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Frases picantes que homens gostam de ouvir na hora do sexo

UMA CARTA PARA MEU FILHO AMADO..

ENFIM... MEUS 18 ANOS DE IDADE!!!