quarta-feira, março 13, 2013

O CACTO E O BALÃO




Era uma vez um cacto, que se apaixonou por um balão. Um amor impossível surgia, afinal qualquer toque do cacto no frágil balão o faria acabar para sempre.

Os dois sempre conversavam e expressavam o quanto um amava o outro, mas como não podia haver nem um abraço, um beijo, aquele romance não foi pra frente e teve um fim.

O cacto desapareceu, o balão ficou desolado.

Meses depois um belo cacto, liso como vidro bate à porta do balão:
Balão: Olá, em que posso ajudá-lo?
Cacto: Não está me reconhecendo?
Balão: É você meu amor?
Cacto: Sim, sou eu.
O abraço foi instantãneo, ambos se amavam mais que tudo, foi o melhor momento daquele romance.
Balão: Mas amor, o que houve com seus espinhos?
Cacto: Me dei ao trabalho de arrancar um por um.
Balão: E não doeu meu amor?
Cacto: Doeu, e muito, mas por você eu faria, mesmo que seja a pior dor do mundo.

Moral da Historia : Se há amor, nada é impossível, porém é necessário que haja sacrifício.


 Via facebook da Aline Rocha

Um comentário:

  1. Amores possíveis ou impossíveis, qualquer forma de amor vale a pena.. Amemos!

    ResponderExcluir

Agradeço sua visita, com breve retorno!! Seu comentário vem somar mais versos em minhas inspirações... grande abraço. Se quiser pode escrever diretamente para o meu email: socorrosantarem@gmail.com

Postagens em destaque

DANIELLE LIMA!! PARA VOCÊ, UMA CARTA DO MEU CORAÇÃO... FELIZ ANIVERSÁRIO!!!

Querida filha, Danielle Katrine Hoje, pensei em te fazer um poema!! Rimar versos para te falar do meu amor... Mas como poetizar,...