quarta-feira, dezembro 25, 2013

APÓS ESCREVER AO 'PAPAI NOEL' MENINO ENCONTRA PAI QUE NÃO CONHECIA



O menino Guilherme Pereira dos Reis, de 12 anos, morador de Palmas, teve um Natal inesquecível na noite desta terça-feira (24). Depois de pedir em uma cartinha para conhecer o pai, Guilherme finalmente conseguiu realizar o maior sonho dele. O Papai Noel dos Correios do Tocantins promoveu o encontro, que foi recheado de surpresas e emoções. Guilherme e o pai, que mora em Blumenau (SC), se abraçaram pela primeira vez. O encontro tranquilizou o coração do menino, que chorava só em falar do pai e renovou o espírito de Natal de dezenas de pessoas.


Os Correios promoveram o encontro na casa do engenheiro civil José Vicente Marinho, onde sete famílias estavam reunidas para festejar o Natal. Guilherme e a mãe foram convidados para participar da ceia, mas o menino não sabia que o pai dele estava na casa. Os Correios prepararam toda a surpresa.


Ao chegar na casa, Guilherme assistiu a um vídeo gravado pelo pai. Foi a primeira vez que ele viu o pai falando diretamente para ele. Na gravação, o pedreiro Querino Herdt dizia ao filho que a viagem a Palmas não havia dado certo e que só o veria no próximo ano. Enquanto assistia ao vídeo, Guilherme segurava firme na mão da mãe dele, a técnica de enfermagem Tatiana Pereira dos Reis. A feição de Guilherme mudou, ele encostou a cabeça nos ombros da mãe e uma lágrima rolou discretamente nos olhos dele. "Eu realmente acreditei que não iria ver meu pai".


Após assistir ao vídeo, o Papai Noel dos Correios apareceu e distribuiu alguns presentes para Guilherme e as crianças que estavam no local. Pessoas que adotaram a carta e que se comoveram com a história do menino doaram vários presentes, como uma bicicleta novinha. "Eu gostei dos presentes. Eu só tenho uma bicicleta velha que eu ganhei quando eu tinha cinco anos".

Guilherme pensava que a noite havia acabado com os presentes. Ele já tinha se conformado com o fato de que o pai não tinha conseguido viajar para Palmas. Mas, quando o menino menos imaginava, o Papai Noel apareceu de mãos dadas com o pai do menino. Guilherme ficou calado. Ele não conseguia falar. As lágrimas pularam nos olhos dele. Em um primeiro momento, o menino só conseguiu dizer: "Estou muito feliz". Assista ao lado, o vídeo do encontro.


Depois de abraçar o pai, que Guilherme só conhecia por fotos, ele conseguiu dizer: "Feliz Natal. Eu te amo". O choro de tristeza deu lugar ao da alegria. O Natal deste ano certamente irá mudar a vida de Guilherme. Agora, o que ele deseja é criar laços com a família do pai, que é casado e tem três filhos. "Eu quero visitar a família do meu pai, conhecer meus irmãos e a minha avó".






O pai

Querino Herdt disse que sempre teve vontade de conhecer o filho, mas tinha perdido o contato com a mãe do menino. Este ano, ele já tinha trocado telegramas com Guilherme, mas não tinha planos de vir a Palmas. "Quando eu recebi a ligação dos Correios eu pensei que era trote. Mas, depois de conversar um pouco mais, confirmei a história e combinei o encontro".


Agora, a intenção de Querino é se aproximar ainda mais do filho. "Fiquei muito feliz. No próximo ano eu quero que ele vá passar o Natal comigo em Santa Catarina. O Guilherme é muito parecido com um filho meu, que tem 15 anos. Eles também querem muito conhecer o Guilherme".


Os padrinhos


O encontro só foi possível graças a ajuda de mais de 20 pessoas que adotaram a cartinha de Guilherme. Um deles, foi o auditor fiscal Rúbio Moreira. "Quando li a cartinha e conheci a história do menino me senti motivado e resolvi ajudar. Este ano o Natal foi diferente. Pude colaborar com o sonho que pode modificar a vida de Guilherme."


O engenheiro civil José Vicente Marinho também foi um dos colaboradores. "A alegria se tornou maior em nosso lar. Todos os anos nos reunimos no Natal, mas este ano foi uma surpresa maravilhosa".


Para os Correios, a emoção foi realizar o sonho que parecia impossível. "Foi uma noite maravilhosa. Estamos emocionados. A campanha realiza sonhos", concluiu o assessor da diretoria regional dos Correios Elicharme Gomes Carvalho, que acompanhou toda a história.





 
Entenda

Os pais de Guilherme se separaram antes dele nascer. A mãe estava grávida de três meses. Os anos se passaram e o menino cresceu imaginando como seria estar perto de uma das pessoas que ele mais ama, embora não conheça de perto. Em 2008, quando teve a enchente em Santa Catarina, o adolescente reconheceu o pai em uma reportagem, o que deixou Guilherme ainda mais ansioso para encontrar com ele. Neste mês, ele escreveu uma cartinha ao Papai Noel dos Correios pedindo para conhecer o pai.


O pedido chamou a atenção dos funcionários dos Corrreios. Por isso foi aceita mesmo depois do prazo estabelecido para o envio das cartinhas. Guilherme colocou a carta debaixo da porta do prédio da empresa. Mais de 20 pessoas de Palmas colaboraram para a realização do sonho do menino.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço sua visita, com breve retorno!! Seu comentário vem somar mais versos em minhas inspirações... grande abraço. Se quiser pode escrever diretamente para o meu email: socorrosantarem@gmail.com

Postagens em destaque

Chuva que rega saudade...

O dia amanheceu chovendo. Passou nublado. A tarde chegou com um tímido  sol .  Ao meu redor,  vejo rastros de saudade a penetrar me...