quarta-feira, maio 07, 2014

JANELAS DE SAUDADES...

. A paisagem singular é fonte de inspiração;
Palavras que se juntam na construção da poesia.
Enquanto o vento  acaricia antigos poemas.
Por entre as flores que  enfeitam os versos contidos, 
Na ausência da rima,  perdidos  nas incertezas do tempo.
O coração apressado tem ritmo, mas não tem harmonia.
Tudo está em descompasso neste silêncio  vazio.
As mil cores de outrora vão sumindo na escuridão da noite.
O coração vai ocupando-se com sentimentos loucos.
No aconchego da poesia, deito-me e adormeço a esmo.
Como um cão sem teto e sem dono.
O frio das palavras, no corpo que estranha a falta do abraço,
Dentro de um frio louco, que não passa.
Lembranças passeiam feito gaivotas nas entrelinhas dos devaneios;
A saudade  vai  criando espaços e   janelas  dentro  do meu peito.


     Socorro Carvalho





3 comentários:

  1. SOCORRO CARVALHO,

    onde você busca inspiração absolutamente correta e que emociona tanto quanto os mais belos hinos de amor?

    "O coração apressado tem ritmo, mas não tem harmonia." definitivo quando você diz isso dentro de um contexto perfeito.

    Muito bom!!!

    Um abração carioca.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh, Paulo! Obrigada.
      Palavras vindas de você, são sempre muito bem vindas. Assim como todos e todas que, por aqui, leem minha poesia...rsrs Abraços

      Excluir
  2. boa tarde Socorro!

    Obrigada pelo o carinho,foi uma honra tua visita valeu, agora estou cá apreciando seu poetar... Belíssimo poema viu!!!

    Um abraço na alma!

    Maria Machado

    ResponderExcluir

Agradeço sua visita, com breve retorno!! Seu comentário vem somar mais versos em minhas inspirações... grande abraço. Se quiser pode escrever diretamente para o meu email: socorrosantarem@gmail.com

Postagens em destaque

AH, ESSE AMOR!! AH, ESSE APEGO...

Ela tinha nos olhos um vislumbrar de esperança e no coração sentimentos inesquecíveis. Nas horas tristes escrevia novos versos. Li...