domingo, junho 15, 2014

FIQUEI FÃ DE DROGBA - UMA LIDERANÇA ESPETACULAR

Didier Yves Tebily Drogba

Ontem, acompanhando os jogos da Copa do Mundo. Algo me chamou muito a atenção. Foi no jogo  entre Japão e Costa do Marfin. O jogo que no inicio tinha no placar vantagem para o Japão foi ganho de virada. Antes mesmo do técnico chamar Drogba, já ouvia meu irmão e meu sobrinho dizendo: "Falta entrar Drogba. E esse jogo vira".

Para minha surpresa e para acalmar minha curiosidade em torno do tão falado jogador.  De repente, na lateral do campo, está aquele macho enorme, no aquecimento. E para alegria de meu irmão e meu sobrinho, era o famoso Drogba. 

Uma substituição e ele entra. Logo as câmeras mostram a torcida vibrando com muita alegria a entrada do jogador, que parecia ser a esperança de vitória. 

Não demorou muito e tudo mudou, o time ganha um novo impulso e  os outros jogadores pareciam impulsionados, inspirados e fortalecidos pela presença de Drogba. Uma liderança exemplar. Líder dos bons que apenas com sua presença e energia colocou pra cima os colegas e no bolso os jogadores japoneses.

Daí fiquei refletindo sobre o poder de um grande líder. A liderança magnifica de Drogba. Pela liberdade de ser corajoso e audacioso, mostrou que tudo  é possível  quando temos boa vontade em fazer as coisas, sem egoísmo, mas de forma conjunta.

Drogba mostrou que a verdadeira liderança não oprime, não exclui, não se impõem,  se conquista com confiança, com essência e capacidade que emanamos de nossas atitudes otimistas e sensatas. Ele não contribuiu, diretamente tocando na bola nos lances  para que os gols fossem feitos,não foi preciso,  mas apenas com a presença dentro do campo sacudiu o time e fez vibrar a torcida.  E fez ainda  melhor,  fez que  o placar virasse para 2 X 1,  quem estava perdendo de 1 X 0. 

Eis a força de uma verdadeira liderança. Simples e confiante.Um grande líder é assim, capaz de muitas coisas quando é dono de  uma simplicidade verdadeira,  que o torna autoconfiante e  ao mesmo contagiante. Drogba não exigiu dos demais com imposições, mas  fez valer a autenticidade de  sua liderança com garra e confiança. Dessa forma conduziu os jogadores à vitória.

Drogba não precisou ser enérgico, fazer cara feia ou excluir ninguém do conjunto, para brilhar sozinho. Pelo contrário chamou para si a inspiração, a  coragem que serviu como exemplo conjunto aos demais jogadores e com isso  elevou a auto estima, não somente, da Seleção de Costa do Marfin, mas com certeza roubou a admiração de muita gente espalhada mundo a fora, inclusive a  minha. Também pudera, com essa camisa 11 só poderia ser mesmo muito  BOM e cheio de muita energia positiva. 

Minhas saudações Drogba e todo meu respeito pela sua espetacular LIDERANÇA.  Isso sim podemos classificar como uma grande e admirável  liderança. Líder não oprime. Inspira...

Socorro Carvalho

Didier Yves Tebily Drogba, (Abidjan, Costa do Marfim, 11 de março de 1978), atacante do Chelsea. Grande ídolo em seu país, começou a jogar futebol na França, para onde se mudou com apenas cinco anos de idade. 

Começou sua carreira no Levallois, em 1993, com somente 15 anos.

 Em 2003, o Olympique de Marselha o contratou e não se arrependeu: Drogba ajudou o clube francês a chegar à final da Copa da Uefa daquela temporada. 

Foi o bastante para despertar a atenção do Chelsea, que pagou R$ 91 milhões pelo jogador, em 2004.

 No clube londrino, é um dos líderes da equipe. 

Na seleção da Costa do Marfim, foi o grande destaque na equipe que disputou as Copas de 2006 e 2010. 

Atualmente é um dos grandes destaques da Copa do Mundo 2014, no Brasil, defendendo a Seleção de Costa do Marfin. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço sua visita, com breve retorno!! Seu comentário vem somar mais versos em minhas inspirações... grande abraço. Se quiser pode escrever diretamente para o meu email: socorrosantarem@gmail.com

Postagens em destaque

Chuva que rega saudade...

O dia amanheceu chovendo. Passou nublado. A tarde chegou com um tímido  sol .  Ao meu redor,  vejo rastros de saudade a penetrar me...