FIQUEI FÃ DE DROGBA - UMA LIDERANÇA ESPETACULAR

Didier Yves Tebily Drogba

Ontem, acompanhando os jogos da Copa do Mundo. Algo me chamou muito a atenção. Foi no jogo  entre Japão e Costa do Marfin. O jogo que no inicio tinha no placar vantagem para o Japão foi ganho de virada. Antes mesmo do técnico chamar Drogba, já ouvia meu irmão e meu sobrinho dizendo: "Falta entrar Drogba. E esse jogo vira".

Para minha surpresa e para acalmar minha curiosidade em torno do tão falado jogador.  De repente, na lateral do campo, está aquele macho enorme, no aquecimento. E para alegria de meu irmão e meu sobrinho, era o famoso Drogba. 

Uma substituição e ele entra. Logo as câmeras mostram a torcida vibrando com muita alegria a entrada do jogador, que parecia ser a esperança de vitória. 

Não demorou muito e tudo mudou, o time ganha um novo impulso e  os outros jogadores pareciam impulsionados, inspirados e fortalecidos pela presença de Drogba. Uma liderança exemplar. Líder dos bons que apenas com sua presença e energia colocou pra cima os colegas e no bolso os jogadores japoneses.

Daí fiquei refletindo sobre o poder de um grande líder. A liderança magnifica de Drogba. Pela liberdade de ser corajoso e audacioso, mostrou que tudo  é possível  quando temos boa vontade em fazer as coisas, sem egoísmo, mas de forma conjunta.

Drogba mostrou que a verdadeira liderança não oprime, não exclui, não se impõem,  se conquista com confiança, com essência e capacidade que emanamos de nossas atitudes otimistas e sensatas. Ele não contribuiu, diretamente tocando na bola nos lances  para que os gols fossem feitos,não foi preciso,  mas apenas com a presença dentro do campo sacudiu o time e fez vibrar a torcida.  E fez ainda  melhor,  fez que  o placar virasse para 2 X 1,  quem estava perdendo de 1 X 0. 

Eis a força de uma verdadeira liderança. Simples e confiante.Um grande líder é assim, capaz de muitas coisas quando é dono de  uma simplicidade verdadeira,  que o torna autoconfiante e  ao mesmo contagiante. Drogba não exigiu dos demais com imposições, mas  fez valer a autenticidade de  sua liderança com garra e confiança. Dessa forma conduziu os jogadores à vitória.

Drogba não precisou ser enérgico, fazer cara feia ou excluir ninguém do conjunto, para brilhar sozinho. Pelo contrário chamou para si a inspiração, a  coragem que serviu como exemplo conjunto aos demais jogadores e com isso  elevou a auto estima, não somente, da Seleção de Costa do Marfin, mas com certeza roubou a admiração de muita gente espalhada mundo a fora, inclusive a  minha. Também pudera, com essa camisa 11 só poderia ser mesmo muito  BOM e cheio de muita energia positiva. 

Minhas saudações Drogba e todo meu respeito pela sua espetacular LIDERANÇA.  Isso sim podemos classificar como uma grande e admirável  liderança. Líder não oprime. Inspira...

Socorro Carvalho

Didier Yves Tebily Drogba, (Abidjan, Costa do Marfim, 11 de março de 1978), atacante do Chelsea. Grande ídolo em seu país, começou a jogar futebol na França, para onde se mudou com apenas cinco anos de idade. 

Começou sua carreira no Levallois, em 1993, com somente 15 anos.

 Em 2003, o Olympique de Marselha o contratou e não se arrependeu: Drogba ajudou o clube francês a chegar à final da Copa da Uefa daquela temporada. 

Foi o bastante para despertar a atenção do Chelsea, que pagou R$ 91 milhões pelo jogador, em 2004.

 No clube londrino, é um dos líderes da equipe. 

Na seleção da Costa do Marfim, foi o grande destaque na equipe que disputou as Copas de 2006 e 2010. 

Atualmente é um dos grandes destaques da Copa do Mundo 2014, no Brasil, defendendo a Seleção de Costa do Marfin. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Frases picantes que homens gostam de ouvir na hora do sexo

UMA CARTA PARA MEU FILHO AMADO..

ENFIM... MEUS 18 ANOS DE IDADE!!!