DELÍRIOS DO TEMPO...


Era você a adrenalina pura a excitar meus sentidos.
Sua voz, seu cheiro, sua ousadia e timidez,
Junção perfeita da medida certa do meu encantamento.
Era a   potência do desejo a extasiar-nos o querer.
A juventude aflorada, exibida,  a fim de florescer.
Nossos corpos como duas chamas,
Labaredas de tesão, pura magia,  enredo de paixão.
Corpos despidos, no reencontro marcado pelo tempo...
Na fúria da experiência, o dilacerar de emoção.
No tempo que não passou, dentro de nós.
Línguas que se encontram, corpos sedentos que se tocam..
Num delinear de fendas e montes.
Entre ruídos de loucos desejos...
De repente, o encontro.
No mais completo desatino...
O amor une nossos corpos
Num frenesi de delírios do tempo.
E no sexo mais extasiantes,
Buscas se completam no segredo mais bandido
Unindo  nossos corpos, num só êxtase de nós dois.



Socorro Carvalho



·         * Poema inspirado na história de amor de uma amiga muito especial. No passado eles não se permitiram a concretização desse louco sentir... Hoje, um tempo depois, o reencontro e o desejo se aflora mais forte e mais intenso ... Em meio aos DELÍRIOS DO TEMPO.



Comentários

  1. mirika3:53 PM

    Vc é demais mesmo, minha poetisa favorita, sente td, sabe das coisa kkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Agradeço sua visita, com breve retorno!! Seu comentário vem somar mais versos em minhas inspirações... grande abraço. Se quiser pode escrever diretamente para o meu email: socorrosantarem@gmail.com

Postagens mais visitadas deste blog

Frases picantes que homens gostam de ouvir na hora do sexo

UMA CARTA PARA MEU FILHO AMADO..

ENFIM... MEUS 18 ANOS DE IDADE!!!