INTROSPECÇÃO....


Segunda feira,  hoje acordei meio assim sei lá. Ou seja, já dormi assim, sei lá. Enfim,  cá no peito um silêncio que grita, uma ansiedade que não sei explicar. Vontade  de ir, vontade de ficar. De ficar sozinha, calada,  na introspecção mais profunda.  Sinceramente, não sei. No silêncio busco uma sonoridade que musicalize esse frágil e louco momento, de encontro e desencontros dentro do meu próprio eu. E coloco como música de fundo:  Osvaldo Montenegro “ se puder sem medo”. Enquanto, perco-me   na solidão do meu mais intimo silêncio. A vontade de escrever me instiga a  por no papel sobre esse momento que  nem mesmo eu sei definir,  no entanto, há em mim uma vontade maior de escapar dos próprios pensamentos. Enquanto Osvaldo segue  cantando...Deixa o disco na vitrola pr'eu pensar que é festa/Deixa a gaveta trancada pr'eu não ver tua ausência/ Deixa a minha insanidade é tudo que me resta/Deixa eu por à prova toda minha resistência”(Osvaldo Montenegro)  suaviza  com sua música essa  agonia nua que me despe os devaneios. Procuro palavras bonitas, um simples verso, talvez, não sei.  Às vezes sou exatamente assim louca, indefinida, não me deixo compreender. Sou confusa e nesse duvidar perambulo numa imensidão de fragmentos taciturnos que perturbam cada ruído ao meu redor...E na loucura da minha incompreensão me deito, me deleito , durmo, acordo e vivo outra vez... O amanhã já é uma espera e eu quero ter a chance de estar aqui novamente, vivendo     um novo dia, novos momentos. Por enquanto, comprazo-me no silêncio da minha própria companhia . “Deixa eu confessar meu medo do claro e do escuro/ Deixa eu contar que era farsa minha voz tranquila/ Deixa pendurada a calça de brim desbotado /Que como esse nosso amor ao menor vento oscila”...( Osvaldo Montenegro)

Socorro Carvalho      



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Frases picantes que homens gostam de ouvir na hora do sexo

UMA CARTA PARA MEU FILHO AMADO..

ENFIM... MEUS 18 ANOS DE IDADE!!!