DEVANEIOS AO AMANHECER...

Por Nilson Vieira - Canoas do Tapajós

O dia amanhece... Na boca o sabor do beijo doce e no corpo o calor do abraço forte, ainda, estão aqui em minha boca em minha pele, e em cada segundo  se misturam num misto de celebração. Unção perfeita do desejo a evocar Eros, o deus do amor. Na metáfora da poesia,  um verso que rima loucura e desejo. Há magia em cada olhar. Um refrão em cada gesto. Nos passos, sintonia no caminhar. Os pensamentos se misturam com os acordes da melodia. Uma música boa, uma lembrança boa. Enquanto a chuva insiste em molhar o chão, deixando o coração a pulsar de saudade. Há malícia na “inocência” no beijo suave que arrepia, alucina. O corpo é templo a guardar mil segredos. É amparo de esse querer tão meu tão seu, tão nosso. A poesia enobrece os sentimentos, se faz poética mais expressiva. O ardor de seus lábios aquece o meu  mais íntimo e insano pensamento. O dia amanhece com nuances de inverno, mas no meu corpo é verão, sol que se acende  como  chama quente... “O dia vai seguindo e continuo aqui entre lembranças tuas ao som misterioso de Maria Gadú...  “ Deixa teu ser mudo me fazer falar” ... Então,  entre os devaneios de um novo amanhecer as horas se seguem e continuo a pensar em você.



Socorro Carvalho
Foto: Nilson Pinto - poeta das imagens santarenas

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Frases picantes que homens gostam de ouvir na hora do sexo

UMA CARTA PARA MEU FILHO AMADO..

ENFIM... MEUS 18 ANOS DE IDADE!!!