sábado, julho 15, 2006

CADÊ VOCÊ?

















Tantas pessoas passam de lá pra cá, de cá pra lá...
Mas entre tantos rostos que vejo não encontro você.
Tudo ao meu redor parece vazio, sem nexo, triste...
Procuro seu cheiro em cada fragrância que passa por mim,
Mas ninguém tem o aroma bom e inédito do seu cheiro.

O tempo parece chorar junto com minha saudade...
E do céu surge à chuva a molhar meu rosto,
Trazendo-me lembranças suas...
Dentro da minha saudade.

Queria poder, neste instante, sentir sua presença bem junto a mim,
Poder abraçar seu corpo, beijar sua boca, respirar você...
Mas à distância me traz você apenas em meus pensamentos.

Longe de mim você está,
Talvez, perdido em um mundo sem vida,
Um mundo estranho rodeado de tantas pessoas próximas...
Porém distantes...
O que faz nos sentirmos sóis mesmo em meio a tanta gente.

Ah amor!
Quanta saudade...
De ouvir sua voz, sentir seu carinho,
E em seu amor me deixar perder...
Para me encontrar,
Apenas em você.
Mas apesar de tanta procura não sei onde estais agora.
Meu coração vaga sem rumo, sozinho, solitário a perguntar...
Cadê você?



Socorro Carvalho

HOJE PENSEI EM VOCÊ...


De repente em meio o vazio da minha vida,
O rádio tocou aquela última música que você me dedicou...
A música de Tim Maia... Me dê Motivos...Puxa!
Ao ouvi-la, rebusquei o passado fiz uma volta ao tempo.

A sua lembrança surgiu em minha mente.
E nela via teu sorriso bonito e expressivo.
Você foi paixão inocente, avassaladora em meu peito...
Mas o frio do tempo e da vida apagou!
Ficaram as marcas e a doce lembrança de você.

Hoje, sozinha estou, desprotegida, triste, perdida,
Em meio a um vazio que me consome.
Você está longe, nem sequer sei onde está.
Não sei de você,
Nem você sabe de mim.

Hoje só queira lhe encontrar,
E sentir o calor amigo do seu abraço.
Hoje queria você, seu carinho, sua dedicação.
Queria você a cuidar de mim.
Mas é ilusão!
Você passou e eu fiquei...

Meu caminho virou errante
E de repente me perdi nas garras de um amor proibido.
Um amor dividido, comprometido!
Que se resume em doces momentos.
Mas foi o amor que me prendeu
E se instalou em meu coração.

É difícil admitir,
Mas hoje senti falta de você...
Pois estou tão só, perdida entre tantas ilusões.
E não consigo mais me encontrar...

Hoje até queria teu amor,
Mesmo aquele sufocante e possessivo... Mas que era meu,
E que eu desperdicei.
Hoje precisava dos teus elogios,
Hoje eu precisava da sua admiração carinhosa.
Mas nosso destino se desfez e você se foi...

O rumo da minha vida
Nem eu mesmo sei...
Estou confusa!
A única coisa que sei é que, neste instante,
Tenho apenas como companheira a solidão.
Estou só carente, naufragada nesse vazio absoluto,
Que rouba minha realidade.

Mas parei para escrever
Só para lhe dizer...
Hoje lembrei de você.



Socorro Carvalho

O AMOR VERDADEIRO


Quando o amor verdadeiro chega e passa a habitar nosso coração.
Tudo ao nosso redor se transforma, o mundo fica mais belo, tudo flui encanto e alegria.
O coração bate forte, como se anunciasse a renovação da vida.
Os poetas escrevem as poesias mais lindas, os cantores entoam a mais suave canção, os compositores compõem a paz musical, o pintor cria a tela mais perfeita, por que o amor é a arte da vida.
Assim é o amor verdadeiro!

O amor verdadeiro nos entusiasma, nos faz levitar, como se nos conduzisse ao céu.
Entre nuvens nos faz caminhar, flutuar, entre emoções jamais sentidas.
O amor verdadeiro é perdão e renuncia.
Pois somente o amor verdadeiro perdoa mesmo diante de tamanha ingratidão.

Só o amor verdadeiro é capaz de renunciar em prol da felicidade do outro ser, mesmo de coração partido.
O amor verdadeiro não surge por acaso.
Ele é plantado, cuidado com muito carinho, regado com gotas de ternura, compreensão, respeito, confiança.


O amor verdadeiro mesmo entre dor e desprezo,
tem sempre um sorriso para acolher, tem sempre um abraço cheio de calor e amizade,
tem sempre mãos suaves para afagar.
Por que o amor verdadeiro é aconchego ao coração.

O amor verdadeiro não tem medida,
ele não tem dimensão,
é ilimitado, indefinível.
Apenas nos faz sentir o sentido da existência em sua forma plena e absoluta.
O amor verdadeiro não passa, mesmo diante da traição.
Mas ele adoece, fica calejado, perdido no vazio angustiante da insegurança.

Quando na vida encontramos o amor verdadeiro,
precisamos estar atentos.
Para que possamos alimentá-lo, cuidá-lo com o carinho mais profundo de nosso coração.
Pois amor de verdade nesse mundo, tão artificial, é preciosidade rara quase em extinção.

Às vezes somos insensatos.
Deixamos-nos envolver por paixões fugazes, joguinhos sem nexo, empolgação.
E com isso, perdemos sentimentos tão nobres a nós dedicados.
Ferimos almas, causamos dores a quem sempre nos acolheu com tudo de melhor contido no amor verdadeiro.

E assim, jogamos fora coisas preciosas,
que jamais serão iguais às falsas emoções imaginadas, vazias e supérfluas.
O arrependimento vem em desespero tenta redimir o erro...
Mas a cicatriz já foi aberta e nada vai conseguir sarar.
E acabamos por calejar o amor verdadeiro que um dia foi só nosso.

Se você tem um amor verdadeiro na vida,
deixe-o sempre sadio, vivo, dentro de você.
Não o faça sofrer, não o machuque, para que ele não venha a adoecer.
O amor verdadeiro não morre.
Mas ele adormece, petrifica-se no peito...
Tornando frio o coração.



Socorro Carvalho

A CHUVA ME TRAZ VOCÊ...





















A chuva fina caiu
Suavizando o calor ao redor de mim.
Trazendo consigo a tua saudade.

Os pingos de chuva têm a magia do teu ser.
O frio da solidão consome meu peito.
E meu coração chora tua ausência.
A chuva me traz você...
Dentro da saudade que se apossa de mim.

A lembrança do teu abraço, do teu beijo, do teu calor...
Traz lágrimas em meus olhos
Por que você está distante.

Mesmo que minha saudade seja grande
A distancia entre nós é bem maior.
E me separa de você.
Deixando-me perdida nessa solidão sem fim.
A chuva continua a cair
Enquanto eu continuo aqui a esperar por ti.

A enxurrada forte e indomada
Lembra-me tua força e voracidade.
Que se harmoniza com o frio que invade minha pele.
Mistura homogênea do meu sentir,
Que sofre sem ter você aqui.

Mas espero que a chuva não demore a passar
Para que você venha logo, junto com o sol...
Quente e ardente,
Para me consumir.



Socorro Carvalho

Postagens em destaque

POEMA CABOCLO

Meu amor... Tem cor de alvorecer. Carícia de brisa das manhãs. Cor de pôr do sol. Aroma de cupuaçu... Sabor do bombom de muruc...