terça-feira, junho 08, 2010

MAIS DO QUE IMAGINEI...



Ao final de uma tarde maravilhosa...
Deixo-me envolver pela poesia musicada dessa canção.
Então, o coração flutua na emoção dos sentimentos...
E na vastidão desse querer...
Perco-me e fico pensando em você.
Que delícia!!!
Como é bom ter você...por perto.
Contemplar seu sorriso (sem vergonha)
E esse seu olhar que despe meus pudores...(rsrs)
Sério ou sorrindo...
Não importa.
Você é sempre lindo!!!
E eu..
Gosto de você de qualquer jeito...
Pra você,
Deixo essa música cheia de carinho e paixão.

Até mais


Beijos no coração



Socorro Carvalho

CURANDO COM O SABOR DA MANGARATAIA


Ainda estamos no outono, mas já é possível sentir o friozinho chegando, por isso, este é o momento ideal para falarmos mais sobre uma raiz muito preciosa, capaz de trazer muitos benefícios ao organismo: a mangarataia ( pra nós aqui do Norte,  Região Amazônica - Santarém e etc...) ou gengibre (lá pro povo de outras regiões e até para alguns/as daqui da terra cheios e cheias de frescuras).


Enfim, a Mangaratais é cultivada e muito utilizada no Oriente há milhares de anos, mangarataia (zingiber officinalis) é um ingrediente básico e quase obrigatório nas culinárias japonesa, tailandesa e chinesa e indiana. Mas suas propriedades vão muito além do sabor forte e picante, que normalmente agrada o paladar e confere um toque todo especial aos pratos que são preparados com ele. Na medicina ayurvédica, por exemplo, é chamado de “remédio universal”, pela grande variedade de benefícios que proporciona à saúde.

 
A mangrataia produz calor no organismo e age de forma eficaz em casos de gripes, tosse, rouquidão, congestão nasal, dores de garganta e outras infecções, atenuando seus sintomas e fortalecendo o sistema imunológico, por isso, sua utilização é muito indicada para tratar e prevenir os males a que estamos sujeitos durante as épocas mais frias do ano.


Esta capacidade de esquentar o corpo também provoca uma aceleração no metabolismo, ativa a circulação, estimula a mente e mantém a vitalidade. Uma boa dica é fazer um escalda pés ou preparar um banho com algumas gotas do óleo essencial de mangarataia naqueles momentos em que nos sentimos sem ânimo, apresentando sintomas típicos de depressão, ou esgotados após um dia estressante de trabalho, por exemplo.


É antiinflamatório, antibactericida e alivia dores musculares, de cabeça e cólicas menstruais. Nos casos de contraturas musculares, lombalgia, cervicalgia, reumatismo e artrose, pode-se massagear as regiões afetadas com o óleo essencial diluído em óleo vegetal, fazendo movimentos fortes e fricção, que produzirão efeitos de aquecimento e analgesia.

 
Pesquisas também comprovaram sua atuação no sistema digestivo e é ótimo para combater náuseas e enjôos, inclusive por pessoas que sofrem com estes sintomas durante deslocamentos de barco ou de carro. Apesar de sua ingestão ser contra indicada durante a gravidez, as mulheres podem utilizar algumas gotas do óleo essencial em um difusor de aromas para aliviar os enjôos característicos dos primeiros meses de gestação. Pacientes que estão sendo submetidos a tratamento com quimioterapia também experimentam um grande alívio das náuseas causadas pelos medicamentos.


Você pode incluí-la no preparo de diversos alimentos, como sucos, sopas, saladas e refogados. Para um uso mais medicinal, o ideal é preparar um chá com as raízes e consumi-lo entre as refeições. Você pode também misturar com outras ervas, como hortelã, eucalipto e capim limão, se o objetivo for tratar de problemas causados por gripes e resfriados. O consumo diário do chá é muito eficaz na prevenção de crises de enxaqueca. Para combater enjôos, basta mastigar um pouco dela cru, com exceção das gestantes, que devem utilizar apenas o óleo essencial, num difusor de ambientes. Também é encontrada, em lojas de produtos naturais, em forma de comprimido e tintura


Por: Flavia Penedo (Massoterapeuta há 10 anos, com especialização em Terapia Floral, Aromaterapia e Terapia com cristais. )

Gente!
Só sei de uma coisa...
Chá de mangarataia com farinha tapioca...
Huummm!
É uma delícia.
Ainda mais se for preparado pela D. Raimunda ( minha mãe)...
sem comentários!!!
Eu gosto...É quente e  picante!!!
Não tem mistura melhor para uma boa paraense, tapajoara, santarena, amazônida...
Assim feito eu.(rsrs)

RÔ ALMADA...DIRETO DE PORTUGAL!!!!


Rô Almada - Óbidos - Portugal
 
Olá, Socorro!
Tudo bem contigo?
Espero em Deus que sim.
Hoje vi seu blog. Tá maravilhoso sempre.
Tu és uma diva! srsrsr
És admirável!!
Coloquei mais fotos da primavera aqui.
Podes usar e abusar para suas inspirações. srsrsrsr
Beijinhos de alguém distante, mas perto em pensamento.

Rô,
Obrigada pelo carinho!!
Ter você como leitora é uma honra, com certeza.
Estou com saudades !!
Obrigada pelas flores...
São esplêndidas!!!!!!
 Inspiração é o que não falta.rsrs
Como bem sabes...
Minha "Inspiração"
Continua  grande e exuberante...kkkkkk (eu acho) 
 
Beijão
 
 
Socorro
 
 
 

NOTÍCIA QUE CAUSA VERGONHA!! AMAZÔNIA TEM MATADORES DE ALUGUEL PARA BOTOS

 Animais que deveriam ser preservados são alvo de pessoas contratadas para matar. O crime encomendado virou comércio na Amazônia e atravessa fronteiras.

O produto de exportação envergonha o Brasil.

Um dos pescadores da Amazônia, que prefere não se identificar, diz que deixou a profissão para se tornar matador de botos.

“Matamos cerca de 100 ou 200 botos por mês. A matança é muita. Puxamos o animal para dentro da canoa e matamos com facão, cassetete, essas coisas”, diz ele.

Segundo o matador, quem contrata o serviço, busca o comércio de órgãos do animal, como olhos e partes reprodutivas.

A carne do animal também serve de isca para a pesca da Piracatinga.

O peixe, também chamado de urubu d’água por se alimentar da carne de animais mortos, é pouco conhecido na culinária brasileira, mas muito apreciado na Colômbia.

A preocupação com os botos da Amazônia levou o pesquisador português do Programa Botos no Pará, Antônio Migueis, a investigar o comércio do urubu d’água.

“O peixe vai para a Colômbia e para os Estados Unidos onde é usado como aperitivo em restaurantes”, explica Antônio.

A pesquisa do Intituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), Vera da Silva, é especialista em botos. Há 17 anos, ela e sua equipe estudam e contam os animais da região de Mamirauá, na Amazônia.

"Temos percebido que cada vez mais há uma diminuição do número de botos na área. A causa é a captura direta, que é o maior perigo que a espécie enfrenta”, afirma a pesquisadora.

Até agora se acreditava que os matadores de boto agiam mais na região oeste do Amazonas, perto do maior mercado consumidor de Piracatinga: a Colômbia. Lá, fica Mamirauá, onde a diminuição do numero de botos já foi confirmada.

Mas denúncias do pesquisador português Antônio Migueis mostram que os matadores chegaram ao oeste do Pará, na região de Santarém.

"O boto sempre foi considerado importante para o folclore e para a cultura da região e agora ele está sendo utilizado como isca, como nada. Isso, para nós, é algo triste", lamenta a pesquisadora Vera.

A legislação brasileira é clara: Matar botos é crime e pode levar a até dois anos de detenção

 

CAMPANHA ESTADUAL DE COMBATE AO TRABALHO INFANTIL


A campanha do 12 de junho - Dia Nacional de Combate ao Trabalho Infantil - já chegou aos estados brasileiros. Com o tema “Cartão Vermelho ao Trabalho Infantil” e tendo o atacante Robinho como garoto propaganda, várias atividades estão sendo organizadas.

Os Fóruns Estaduais de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil são parceiros estratégicos na campanha do Dia Nacional de Combate ao Trabalho Infantil, o 12 de junho. Várias atividades estão programadas nos estados brasileiros para dar visibilidade à campanha e conscientizar a sociedade sobre o problema.

A campanha é promovida pelo Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil (FNPETI) e Organização Internacional do Trabalho (OIT). Este ano a campanha tem como tema “Cartão Vermelho ao Trabalho Infantil”, numa alusão ao clima de Copa do Mundo de futebol que o País começa a viver.

 
O garoto propaganda da campanha é o atacante Robinho, estrela da seleção brasileira de futebol, que cedeu o direito de imagem para a campanha sem cobrança de cachê.

Estado do Pará



PROGRAMAÇÃO (Fórum Paraense de Erradicação do Trabalho Infantil)

Coletiva com a Imprensa

Objetivo: Lançamento da Campanha Estadual

Dia: 10 de Junho

Horário: 10 horas

Local : Auditório da SEDES



Entrevista pós coletiva das instituições que coordenam e ou executam políticas públicas de Erradicação do Trabalho Infantil

Panfletagem

Dia : 12 de Junho de 2010

Horário : 09 às 12 horas

Local : Praça da República



Oficina para a Rede Intersetorial

Tema: Estratégias de Articulação Interinstitucional para Proteção, Preservação e Recuperação da Integridade Física, Mental, e da Saúde da Criança e do Adolescente em Situação de Trabalho.

Data : prevista para o mês de Agosto

Local : Auditório do Centro Estadual de Referência da Saúde do Trabalhador – CEREST

Realização: CEREST





Fonte: www.fnpeti.org.br

Postagens em destaque

POEMA CABOCLO

Meu amor... Tem cor de alvorecer. Carícia de brisa das manhãs. Cor de pôr do sol. Aroma de cupuaçu... Sabor do bombom de muruc...