quinta-feira, janeiro 13, 2011

A VIDA SOB A PERSPECTIVA DE UMA BOLA DE GUDE


O jovem Caleb, de 16 anos, teve uma ideia brilhante. Ele consegue colocar, em bolas de gude, minúsuculas e lindas paisagens. Com uma câmera fotográfica Canon XS DSLR, uma lente de 50mm e um tubo de extensão de 13mm, ele nos mostra que bolinhas de gude podem ser ainda mais interessantes do que imaginamos. Com o método que ele criou, Caleb faz das bolinhas de gude mini-caleidoscópios onde o que se observa são belas imagens refratadas pelas pequenas bolas translúcidas. Por conta disso, ele batizou sua série com o nome de Life Through a Marble (“a vida através de uma bola de gude”).

O jovem explica como se dá todo o processo de criação de seu trabalho artístico. “Equipado com o tubo de extensão, consigo me aproximar da bola de gude e focar apenas no que está dentro dela. Com o foco tão próximo, consigo um cenário bem definido na bola, enquanto o plano de fundo se torna uma mistura de cores borradas”, explica. “Depois de tirar a foto original, faço edições simples no Photoshop, como girar a imagem 180º (porque a imagem refratada pela bola é invertida) e ajustar cores, contraste, luz etc., até que a imagem me satisfaça”.

Confira o que ele consegue fazer com simples bolinhas de gude:










Do blog: Margaridas de Papel
*A bola de gude é aquela bolinha que chamamos de peteca em nossa região Amazônica.
Aquela do conhecido turite da molecada, de outrora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço sua visita, com breve retorno!! Seu comentário vem somar mais versos em minhas inspirações... grande abraço. Se quiser pode escrever diretamente para o meu email: socorrosantarem@gmail.com

Postagens em destaque

Chuva que rega saudade...

O dia amanheceu chovendo. Passou nublado. A tarde chegou com um tímido  sol .  Ao meu redor,  vejo rastros de saudade a penetrar me...