CLEMÂNCIA


Vem, toma a minha mão negra.
É pequena como a tua,
sensível como a amarela.

Vem, dá-me a tua mão,
que é tão pura quanto a minha,
frágil como a vermelha.

Vem, deixa-nos enlaçar num abraço afetuoso,
irmanando-nos como almas gêmeas que somos.


Vem, deixemo-nos seduzir pela magia da luz e do calor,
que desfaz barreiras e não possui limites.

Vem, envolvamo-nos com o toque do instante,
com a graça passageira do amor infinito.

Vem gozar comigo esse átimo do prazer perpétuo
e da alegria de nossa íntima união.


Esquece os teus temores de outrora.
Das noites sem lua e sem estrelas.
Da escuridão aterradora.
Do temor de perder a alvorada e o sol do outro dia.

Esquece as tuas dores, tua solidão,
teus instantes de amargura, de temor e de aflição.

Esquece a angústia que te causei,
a tempestade que te assolou,
o trovão e o raio inclementes.

Esquece a fome, o frio
e a tristeza das tardes sombrias.

Esquece o abandono, as doenças, a morte
e a tua profunda nostalgia.

Esquece e perdoa, que também já te perdoei.


Vamos construir o nosso amanhã com um lindo arco-iris.
As suas cores servirão de notas para as melodias
e as canções de nossos sambas.

Vamos replantar todas as árvores derrubadas,
todas as flores pisoteadas
e as sementes de todos os amores incultos.

Vamos deixar nossos corações bater uníssono no ritmo da vida, que se expande com seu eco interminável pelo cosmo.

Vamos erguer o nosso lar com paredes transparentes
e um lindo teto solar.

E nele vamos conviver com a vontade de nos amar como crianças.


Vem, toma a minha mão negra,
dou-te a minha branca.

Abraçemo-nos com a nossa mão rubra e amarela.
Olvidemos a dor do começo
e vamos morar na casa da nossa amizade.


Arno Rochol

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Frases picantes que homens gostam de ouvir na hora do sexo

UMA CARTA PARA MEU FILHO AMADO..

ENFIM... MEUS 18 ANOS DE IDADE!!!