quarta-feira, julho 20, 2011

DIA INTERNACIONAL DO AMIGO - 20 DE JULHO


Hoje   (20), é  comemorado o Dia Internacional do Amigo. A data foi criada pelo argentino Enrique Ernesto Febbraro e gradualmente foi sendo implantada em todo o mundo. No Brasil, o Dia do Amigo é comemorado oficialmente em 18 de abril. Em 20 de julho é comemorado o Dia da Amizade, mas atualmente o país também vem adotando a data internacional.

Febbraro se inspirou na chegada do homem à lua, em 20 de julho de 1969, considerando a conquista não somente uma vitória científica, como também uma oportunidade de se fazer amigos em outras partes do universo. Assim, durante um ano, o argentino divulgou o lema “Meu amigo é meu mestre, meu discípulo é meu companheiro”.

Para entender melhor essa “necessidade” humana de se ter amigos, o Jornal Hoje Centro Sul conversou com a psicanalista com formação em Psicologia, Ana Elizabeth Martini.

Por que o ser humano precisa ter amigos?

Ana Elizabeth: O ser humano é um ser social, nós somos efeitos da linguagem e não conseguimos viver isolados. Para nos tornarmos humanos, precisamos de outras pessoas. Somos os “animais” mais dependentes, precisamos do contato com o outro  do carinho e do olhar. Um exemplo disto é uma experiência realizada por Frederico II, em 1990. Para conhecer a língua que falariam espontaneamente as crianças (a língua de origem dos seres humanos), ele retirou 40 bebês de suas famílias e encarregou mulheres de alimentá-los e dar banho, mas proibiu-as de conversar com eles e fazer carinhos. Elas também não podiam conversar entre si enquanto estivessem na presença das crianças. Além de nunca terem ouvido uma voz humana, não tendo assim acesso a linguagem, todas as crianças morreram antes dos oito anos de idade.

O que nos leva a ter determinados amigos?

Ana Elizabeth: Desde criança procuramos amigos através da identificação, nós vamos onde nós nos identificamos, e procuramos o que é parecido conosco. Isso é um processo natural, tanto que no namoro também acontece. Nós procuramos sempre o que está dentro de nós no outro.

Os amigos contribuem na formação da personalidade do outro, ou seja, eles interferem no jeito de ser?

Ana Elizabeth: Depende da idade destes amigos, num primeiro momento as crianças brincam em grupo para se socializar.  Porém, tem crianças que são mais vulneráveis a outras, ou seja, são influenciadas pelo comportamento alheio. Sendo assim, aprendem também com o outro, algumas características como organização e valores.

Há alguma explicação para o fato de algumas pessoas terem muitos amigos e outras poucos? Isso afeta de alguma maneira no jeito se ser e agir de alguém?

Ana Elizabeth: Geralmente a pessoa que tem poucos amigos é tida como não sociável, mas isso quer dizer também que talvez ela goste de ficar mais sozinha, pode ser uma escolha. Muitas vezes você está rodeado de pessoas, mas está sozinho, e em alguns casos tem um amigo somente, mas tem uma relação mais intensa porque há uma troca com essa pessoa. Então não há uma generalização, depende de pessoa para pessoa.

Hoje são muito comuns as amizades virtuais. Elas têm o mesmo “efeito” da amizade presencial?

Ana Elizabeth: Enquanto amizade tem o mesmo efeito porque há uma troca. Mas isto quem teria que avaliar é a própria pessoa , como ela se sente em relação a isto.

Qual é o motivo mais comum quando há o rompimento de uma amizade?

Ana Elizabeth: Isso é muito relativo, depende de sujeito para sujeito. Por exemplo, para uma pessoa uma traição pode representar algo muito ruim e para outra não. Então é muito difícil dizer algo que poderia de fato levar a esse rompimento.

Texto: Marina Lukavy, da Redação.


20 DE JULHO - DIA DA AMIZADE



Segundo as definições do Dicionário Aurélio, amigo é aquele ligado a outro por laços de amizade. Em que há amizade. Amizade, portanto, é um sentimento fiel de afeição, simpatia, estima ou ternura entre pessoas que geralmente não são ligadas por laços de família ou atração sexual.

Quem é ou tem um amigo ou traz no peito esse sentimento nobre, sabe que a amizade vai muito além da definição de um dicionário. No decorrer da vida, nós desfrutamos da companhia de diferentes tipos de amigos. Os amigos de nossa infância, dos quais nós podemos lembrar vagamente. Os amigos da escola. O 'melhor' amigo da adolescência. Colegas que encontramos no serviço. Amigos com os quais compartilhamos bons momentos. Companheiros de farra.

À medida que envelhecemos, um amigo com o qual podemos tomar café juntos, enquanto conversamos ou fazemos outro tipo de atividade. Mas existem também relações de amizades entre outros tipos de pessoas de outras regiões, seja por via Internet, onde amizades surgem para suprir um vazio existente ou para descobrir outro mundo, além do seu, ou laços de amizades feitos por pessoas de outras cidades ou regiões, que se conheceram pessoalmente e que preservam, por muito tempo ou por consistência, esse sentimento.

Portanto, hoje, em comemoração ao Dia da Amizade, celebre a data com o amigo por perto; ou se está longe, faça um contato, por mais breve que seja, e reacenda os laços que os unem de amizade, de respeito. Que seu amigo saiba e sinta o quanto você o considera, o quanto você o ama como amigo.           

MOVIMENTO PRÓ TAPAJÓS - EVENTO EM MANAUS


 Aproximadamente cinqüenta pessoas participaram do evento de criação do comitê pró Tapajós em Manaus, realizado na manha desta quarta-feira, 20, na Assembléia Legislativa do Amazonas. Estiveram presentes na programação as associações de paraenses radicados em Manaus, coordenador do Plebiscito pela criação do Estado do Tapajós, professor Edivaldo Bernardo, Francisco Lopes, coordenador de Integração Regional, deputados Sinésio Campos do PT, Josué Neto PMN e o Prefeito de Apuí, Marcos Macil do PSB.

Os políticos que estiveram presentes na cerimônia foram unânimes em declarar apoio ao movimento e se colocaram a disposição para ajudar a causa que segundo eles será melhor para os 27 municípios que farão parte do novo estado assim como também para o país que dará a chance e possibilidade de distribuição de renda.

 
Durante o evento foi feita a escolha de quinze pessoas que comporão a diretoria do comitê e que trabalharão nas estratégias a serem realizadas no estado do Amazonas. Já está marcada para a próxima quarta-feira, 27, uma nova reunião para definir a visita aos locais onde há grande concentração de paraenses e após essa mobilização, a estratégia será a de realizar pequenas palestras em feiras, praças e outros locais como o porto onde atracam dezenas de embarcações vindas ou que seguirão para a região oeste do Pará.

O objetivo da fundação do comitê em Manaus é fortalecer a mobilização assim como também atender a demanda de paraenses que residem na capital amazonense, já que o ultimo levantamento feito pelo IBGE aponta mais de 300 mil pessoas oriundas de municípios do Pará e que grande parte delas ainda desconhecem o tema discutido que é a votação plebiscitária no dia 11 de dezembro em todo o território paraense. 


Regis Balieiro- Jornalista membro do comitê pró Tapajós em Manaus - Am

UM PRÊMIO NACIONAL CONFIRMA A IMPORTÂNCIA DA EMISSORA SANTARENA*

 Pe. Edilberto Sena

Cerca de 5 milhões de pessoas na Amazônia podem ouvir programas de 12 emissoras de rádio que compõem hoje a Rede de Notícias da Amazônia que    tem como sede  a Rádio Rural de Santarém. Aos sábados das sete e meia às oito horas esses milhões de ouvintes podem acompanhar o programa- “Caminhos da Amazônia”, de educação ambiental.

   Cada semana, esse programa é produzido em uma das emissoras sócias da Rede, e enviado a Santarém. A Radio Rural funciona como uma intermediadora e distribui o programa entre todas as atuais 12 sócias que transmitem no mesmo horário da manhã. Foi esse programa ambiental, “Caminhos da Amazônia”, que concorreu com dezenas de outros programas de entretenimento e foi escolhido em primeiro lugar nacional, por uma equipe de especialistas em rádio, organizado pela Conferência Nacional de Bispos do Brasil, CNBB, e uma entidade  chamada Signis.

   Que significa esse prêmio – microfone de prata, para os ouvintes, da Rádio Rural e da Amazônia?

Para os e as ouvintes é a certeza de que estão acompanhando um programa radiofônico de boa qualidade e educativo. Para a Rede de Notícias da Amazônia e a Rádio Rural é o reconhecimento nacional de que na Amazônia existem emissoras de rádio competentes e comprometidas com os povos da região.

    Esse reconhecimento nacional é um convite aos ouvintes de rádio, que até hoje não tinham dado importância aos programas da Rede de Notícias da  Amazônia a sintonizarem para colher um noticiário de segunda a sexta feira, das dezessete e trinta às dezoito horas  e o premiado – Caminhos da Amazônia, das sete e meia às oito horas de cada sábado. Certamente quem escuta tais programas na Amazônia fica enriquecido com informações objetivas, aumentando sua consciência crítica sobre a realidade da região.

Estão de parabéns os ouvintes e estão de parabéns os produtores e apresentadores do programa premiado. E a Rádio Rural se contenta de estar prestando um bom serviço educativo radiofônico aos ouvintes do Oeste do Pará e de toda a Amazônia. Esse reconhecimento nacional compensa o sacrifício de se produzir um programa radiofônico cada semana.

Editorial  veiculdao no Jornal da Manhã do dia 20 de julho de 2011
Por Pe. Edilberto Sena - coordenador da Rádio Rural de Santarém
e Presidente da Rede de Notícias da Amazônia

RNA RECEBE PRÊMIO MICROFONE DE PRATA


A premiação vai acontecer hoje à noite durante o 7º Mutirão de Comunicação, no Rio de Janeiro, que acontece no Ginásio da PUC/Rio de Janeiro. A premiação reconhece o mérito dos profissionais e meios de comunicação social que contemplam em suas produções os valores humanos, cristãos e éticos, bem como a linguagem artística e técnica.

A classificação dos trabalhos contemplados por áreas irão receber a premiação assim distribuída:  Cinema – Prêmio Margarida de Prata; Rádio – Prêmio Microfone de Prata; Impresso – Prêmio Dom Helder Câmara de Imprensa; e Televisão – Prêmio Clara de Assis já foram escolhidos pela comissão julgadora.

Na área de rádio, Microfone de Prata na Categoria Entretenimento, o vencedor foi o programa Caminhos da Amazônia, da Rede de Notícias da Amazônia – RNA apresentado por Joelma Viana e Anderleia Oliveira, na Rádio Rural de Santarém, no Pará.

Para Joelma Viana a gestora da RNA  prêmio serve como reconhecimento pelo trabalho realizado e incentivo para cada vez mais a produção do programa seja aprimorada.


O Prêmio Microfone de Prata foi criado em 1989 pela UNDA Brasil, atual Signis Brasil, com o apoio da CNBB. Os demais contemplados de 2011 nesta categoria são:

Categoria Religioso: Programa A Caminho do Reino, da Rádio 9 de julho da Arquidiocese de São Paulo (SP).

Categoria Jornalismo: Programa Jornal da Manhã, da Rádio Educadora AM de Coronel Fabriciano (Minas Gerais)

A gestora da Rede de Notícias da Amazônia, Joelma Viana, vai participar da solenidade de entrega da premiação representando a Rádio Rural de Santarém.

A cerimônia contará com a presença do Padre Fábio de Melo.

  Socorro Carvalho
Participação  do Jornal da Manhã do dia 20 de julho de 2011

SOLIDARIEDADE


Registramos com grande pesar o falecimento da senhora Luzia Silva Santos  mãe do companheiro Oti Santos e nossa vizinha.
Ao mesmo tempo em que nos solidarizamos com o Oti e demais filhos e filhas de dona Luzia. Mesmo que disséssemos mil palavras não seriam suficientes para acalentar os vossos  corações nesse momento de dor.

No entanto, podemos ressaltar a alegria em dizer que tivemos a alegria de  ter conhecido dona Luzia, ou simplesmente irmã Luzia como todos nós a chamávamos lá na Rodagem.

Mulher, mãe, avó, amiga, irmã de fé assim era a dona Luzia  uma pessoa linda, tranqüila e que tinha nas palavras a calma e a serenidade, expressa na voz de tom suave sempre seguida de um sorriso simpático e carinhoso. Atenciosa sabia ouvir e sempre era a grande companheira dos filhos e filhas. Ao ficar viúva se fortaleceu na Fé e no Evangelho para assim renovar as forças para prosseguir sua grande missão com todos os méritos de uma grande Mulher.

Ontem, 19 de julho,  Deus a chamou, e ela foi descansar nos braços dEle , mas não temos dúvidas de que ela  cumpriu com muito amor a missão que lhe foi confiada aqui na terra.
Doan Luzia parte dessa vida deixando uma grande lacuna em nossas vidas e em  nossos corações.

Ao nosso grande amigo Oti Santos   e cada um dos filhos e filhas de dona Luzia deixamos nosso abraço com  votos de que Deus os conforte nesse momento triste de despedida eterna.

Descanse em paz irmã Luzia, nossa vizinha querida. Você foi um grande exemplo de serenidade e amor.


Socorro Carvalho e Família

ATENÇÃO!!!


O jornalista, ex-prefeito de Belterra e Narrador Esportivo da Rádio Rural de Santarém Oti Santos comunica, com muito pesar, aos familiares e amigos o falecimento de sua genitora, Luzia Silva Santos, de 76 anos, vítima de uma parada cardiorrespiratória, ocorrida às 22h30 de ontem (19), no Hospital Saúde da Mulher, em Belém.

A cerimônia fúnebre  está sendo relizado no templo sede da Assembléia de Deus, em Santa Izabel do Pará, em cuja cidade será o sepultamento na sexta-feira.


Oti Santos

Postagens em destaque

UM POEMA PARA ÁMON

Há dez meses... Você chegou!!! Trouxe no riso o estro. No calor O mais lindo poema de amor. Tão pequeno, tão meigo. Porém, forte e...