DOADOR DE PROGRAMA DE APOIO AOS DEFICIENTES PODE TER MAIOR DEDUÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA

O Plenário aprovou nesta quarta-feira (20) a Medida Provisória 582/12, que amplia a desoneração da folha de pagamentos para diversos setores da economia. Esses setores serão beneficiados com a tributação da receita bruta em substituição às contribuições sociais para a Previdência. Os deputados também aprovaram um destaque que aumenta de 1% para 4% o limite de dedução do Imposto de Renda devido nas doações de pessoa física e jurídica para o Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica e o Programa Nacional de Apoio à Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência.

Em Plenário, Romário (PSB-RJ) e outros parlamentares comemoraram a mudança. A emenda da deputada Carmen Zanotto (PPS-SC), garantirá mais recursos para o atendimento de pessoas que sofram com o câncer ou com alguma deficiência. “O Governo queria 1%, conseguimos 4%. Que vitória!”, comemorou o deputado carioca.

Na avaliação dos parlamentares, mesmo com a implementação das políticas públicas e os programas previstos, este suporte financeiro irá permitir a plena ampliação logística da estrutura de atendimento, só assim, haverá uma real melhora nos serviços prestados, tanto em alcance quanto em qualidade.           

A MP segue agora para apreciação do Senado Federal, onde precisa ser aprovada até o dia 28 próximo.


Fonte: Site do Deputado Romário

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Frases picantes que homens gostam de ouvir na hora do sexo

UMA CARTA PARA MEU FILHO AMADO..

ENFIM... MEUS 18 ANOS DE IDADE!!!