sábado, março 30, 2013

CANTO DE AMOR




  Pra ti, formosa, o meu sonhar de louco
 E o dom fatal, que desde o berço é meu;
 Mas se o canto da lira achares pouco,
 Pede-me a vida, porque tudo é teu.

Se queres culto – como um crente adoro,
 Se homenagem queres caio-te aos pés,
 Se rires – rio, se chorares – choro,
 E bebo o pranto que banhar-te a tez.



Casimiro de Abreu

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço sua visita, com breve retorno!! Seu comentário vem somar mais versos em minhas inspirações... grande abraço. Se quiser pode escrever diretamente para o meu email: socorrosantarem@gmail.com

Postagens em destaque

DANIELLE LIMA!! PARA VOCÊ, UMA CARTA DO MEU CORAÇÃO... FELIZ ANIVERSÁRIO!!!

Querida filha, Danielle Katrine Hoje, pensei em te fazer um poema!! Rimar versos para te falar do meu amor... Mas como poetizar,...