quinta-feira, outubro 24, 2013

ABERTAS AS INSCRIÇÕES PARA A 2ª EDIÇÃO DO SELO UNICEF MUNICÍPIO APROVADO NA AMAZÔNIA LEGAL


A fim de monitorar e certificar os impactos reais das políticas públicas no âmbito municipal, o UNICEF lançou em 2005 o Selo UNICEF Município Aprovado. A iniciativa de conceder um selo para os municípios que mais avançassem na promoção dos direitos de crianças e adolescentes surgiu em 1999 no escritório do UNICEF para o Ceará e o Rio Grande do Norte. Por meio de uma metodologia que combina capacitação de gestores municipais, melhoria dos mecanismos de gestão local e ampla mobilização social, o UNICEF convocou os municípios do Semiárido e a partir de 2009 também da Amazônia para participar de uma série de atividades voltadas a melhoria da qualidade de vida de crianças, adolescentes e suas famílias.

Para participar da iniciativa, o prefeito municipal deve assinar um termo de adesão; garantir o funcionamento do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), designar uma pessoa de sua equipe para organizar os processos de capacitação e liderar sua cidade para assegurar a prioridade aos direitos da infância. Os municípios são agrupados de acordo com sua realidade socioeconômica e são avaliados a partir de dois eixos: 1) Impacto Social e 2) Ações Estratégicas de Políticas Públicas e de Participação Social.

Impacto Social – Os municípios desenvolverão atividades para alcançar os sete objetivos propostos pelo Selo, que serão monitorados por meio de 13 indicadores de Impacto Social das áreas de saúde, educação, proteção e participação política. Os dados, produzidos por fontes oficiais nacionais, serão coletados pelo UNICEF no início, no meio e no final da edição do Selo, com base nas informações mais recentes disponíveis.



Ações Estratégicas – A melhoria na qualidade de vida de crianças e adolescentes, expressa pelos indicadores de Impacto Social, depende das ações, programas e políticas criadas, implementadas e gerenciadas pelo município. Esse eixo contempla um conjunto de 27 Ações Estratégicas – sendo 19 delas de Políticas Públicas e oito de Participação Social, incluindo três de realização obrigatória: o Núcleo de Cidadania dos Adolescentes (Nuca) e os dois Fóruns Comunitários do Selo UNICEF Município Aprovado.

Em 2007, nos 1.130 municípios inscritos no Selo, 4,2 % das crianças menores de 2 anos de idade estavam desnutridas. Em 2004, esse percentual era de 8,1%. Isso significa que 291 mil crianças ficaram livres da desnutrição. A queda da mortalidade infantil foi três vezes maior do que nos demais municípios brasileiros. De 2004 a 2006, a queda desse indicador foi de 10,7%. Isso significa que quase 1.500 crianças deixaram de morrer no primeiro ano de vida. No mesmo período, a taxa nos demais municípios do País caiu 3,1%. Nos municípios certificados, a queda foi ainda maior: 15,2%. Acesso ao pré-natal melhorou 21,2%. De 2004 a 2006, o percentual de mulheres que realizaram ao menos sete consultas de pré-natal passou de 32% para 38,8%. Enquanto o aumento na cobertura desse serviço nos demais municípios brasileiros foi de 7%. A distorção idade-série melhorou 63%. A qualidade do ensino foi medida pela adequação entre a idade do aluno e a série na qual está matriculado. Esse indicador passou de 47,1% para 17,4%, demonstrando que a distorção idade-série caiu 63% nos municípios participantes do Selo. Observou-se também aumento no acesso ao ensino fundamental. De 2004 para 2007, a taxa líquida de matrícula subiu 15,3% nesses municípios.

Em 2009, a metodologia estendeu-se para quatro anos e chegou à Amazônia Legal Brasileira. Assim, mais nove Estados, signatários da Agenda Criança Amazônia, foram envolvidos: Acre, Amapá. Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins.

Para conquistar o Selo UNICEF Município Aprovado, o município aderiu à iniciativa em 2009 com o compromisso do gestor municipal em avançar na garantia dos direitos da criança e do adolescente.

Durante os anos seguintes, participou de atividades de capacitação técnica, recebeu material metodológico e orientação para desenvolver um Plano Municipal de Ação a partir da análise de um conjunto de indicadores de Impacto Social e Gestão de Políticas Públicas. O município também desenvolveu atividades de Participação Social, envolvendo principalmente as crianças e os adolescentes, além de promover fóruns com a comunidade.

Em 2012, o Selo foi conquistado por municípios que melhoraram em, pelo menos, 15 indicadores num total de 33 indicadores dos Eixos de Impacto Social e Gestão de Políticas Públicas, além de ter pontuado em pelo menos três das atividades de Participação Social.

Ao todo, 1.265 municípios do Semiárido e 534 municípios da Amazônia aderiram à iniciativa. Desse grupo, 208 municípios do Semiárido e 121 municípios da Amazônia foram certificados com o Selo UNICEF Município Aprovado Edição 2009-2012.

Fonte: UNICEF


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço sua visita, com breve retorno!! Seu comentário vem somar mais versos em minhas inspirações... grande abraço. Se quiser pode escrever diretamente para o meu email: socorrosantarem@gmail.com

Postagens em destaque

DANIELLE LIMA!! PARA VOCÊ, UMA CARTA DO MEU CORAÇÃO... FELIZ ANIVERSÁRIO!!!

Querida filha, Danielle Katrine Hoje, pensei em te fazer um poema!! Rimar versos para te falar do meu amor... Mas como poetizar,...