sábado, outubro 10, 2015

SILÊNCIO...

Entre quimeras
Agasalho esse querer...
Há lacuna, delírio
No vazio, sem preencher.

As palavras  calam
Sussurros suprimidos.
Devaneios escondidos paginam o viver.
O olhar indefinido
Conduz conduz pensamentos irriquietos.
O peito sente o pulsar da solidão
Sutil emoção
Louca emoção...
O tempo é frio
O quarto é inverno, em pleno verão.

Os passos são indiferentes.
A distância caleja,
Uma saudade gritante,
No silêncio morno  da poesia...


Socorro Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço sua visita, com breve retorno!! Seu comentário vem somar mais versos em minhas inspirações... grande abraço. Se quiser pode escrever diretamente para o meu email: socorrosantarem@gmail.com

Postagens em destaque

Chuva que rega saudade...

O dia amanheceu chovendo. Passou nublado. A tarde chegou com um tímido  sol .  Ao meu redor,  vejo rastros de saudade a penetrar me...